BUSCAR
BUSCAR
Finanças
Inflação baixa freia alta do salário mínimo e contém gastos do governo
Piso salarial e benefícios, como aposentadorias, devem subir menos do que o projetado em abril
Redação / Folha
23/08/2020 | 07:16

O recuo nos índices de inflação neste ano deve levar a um reajuste menor do salário mínimo em 2021 e trazer alívio às contas do governo. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo a matéria, com os efeitos da pandemia do novo coronavírus, o Ministério da Economia revisou —para baixo— a projeção de alta nos preços neste ano.

De acordo com a Folha, nas diretrizes para o Orçamento, a equipe econômica previu o salário mínimo em R$ 1.079 no ano que vem, após reajuste de 3,19% do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Como o salário mínimo (hoje em R$ 1.045) e a inflação são atrelados a uma série de despesas obrigatórias do Executivo, a economia estimada é de R$ 720,8 milhões para cada 0,1 ponto percentual no INPC.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.