BUSCAR
BUSCAR
Imunização
Governo do RN confirma que vacinação contra a Covid-19 começa nesta terça-feira, às 10h
Inicialmente, a campanha de vacinação começaria em uma cerimônia nesta segunda-feira 18 às 17h, mas a chegada das doses atrasou
Redação
18/01/2021 | 19:15

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) adiou para esta terça-feira 19, às 10h, o início no Rio Grande do Norte da campanha de vacinação contra a Covid-19. A cerimônia vai acontecer na Escola de Governo, no Centro Administrativo do Governo do Estado.

Inicialmente, a campanha de vacinação começaria em uma cerimônia nesta segunda-feira 18 às 17h, mas a chegada das doses atrasou.

Segundo a Sesap, para esse início da campanha serão usadas doses da CoronaVac, a vacina desenvolvida pelo laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan que teve o uso emergencial aprovado no domingo (17) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

No início da manhã desta segunda, governadores receberam doses do imunizante do Ministério da Saúde. Mais de 82,4 mil doses foram enviadas ao Rio Grande do Norte. De acordo com a Sesap, o início da vacinação nesta terça-feira será “simbólico”.

Depois do ato desta terça, a continuação da imunização acontecerá dentro de 72 horas, que é o prazo para distribuição das doses pelo interior do Estado.

Distribuição de doses para os estados

O evento da entrega das doses para os estados foi realizado no Centro de Distribuição Logística do Ministério da Saúde, localizado em Guarulhos (SP), nas proximidades do Aeroporto Internacional de Cumbica. A partir do centro, as vacinas partirão para os Estados.

Oficialmente, a vacinação começaria na terça-feira (19), mas o ministro Eduardo Pazuello chegou a autorizar que os governadores iniciassem a vacinação ainda nesta segunda. Com o atraso no envio dos imunizantes, a data anterior foi restabelecida.

Pelas redes sociais, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, comemorou o recebimento das doses. Em um vídeo, ela mostrou as doses da CoronaVac que serão enviadas ao Estado.

Veja o vídeo:

São Paulo

Neste domingo (17), mesmo antes da distribuição das vacinas para o restante do País, o Governo de São Paulo deu início à vacinação. A primeira a receber o imunizante foi a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, que atua na linha de frente do combate à Covid-19 em São Paulo. Aprovação das vacinas A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou neste domingo, 17, por unanimidade, o uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford contra a covid-19.

A campanha de vacinação será iniciada com a Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantã em parceria com o laboratório chinês Sinovac. “Este é o marco inicial da vacinação ocontra o coronavírus no País”, afirmou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, diante dos governadores, nesta segunda-feira. “Hoje, nós distribuiremos todas as vacinas aos estados”, completou.

A distribuição das doses disponíveis da vacina será feita com o apoio de aviões da FAB e das companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass. A distribuição, segundo o ministro, será feita para “pontos focais” já previamente definidos em cada estado. Idosos que vivem em asilos, indígenas e profissionais de saúde da linha de frente são os primeiros a receber o imunizante.

O País dispõe de 6 milhões de doses da Coronavac. O governo paulista pretende manter no estado cerca de 1,4 milhão para o estado. O volume não cobre as prioridades.

Outros dois milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca fabricada na Índia estão com a compra acertada pelo ministério, mas ainda sem data para chegar ao Brasil. Além disso, o aval da Anvisa só vale para essas 8 milhões de doses, mas não para as demais a serem produzidas já no Brasil.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.