BUSCAR
BUSCAR
Vacinação
Governo do RN atende pedido de Natal, libera doses extras da Coronavac e vacinação é retomada
O reabastecimento é feito com as doses que compõe a reserva técnica
Redação
20/05/2021 | 17:53

O Governo do Rio Grande do Norte liberou as 2.210 doses extras de Coronavac solicitadas pelo município de Natal. A medida foi atendida na tarde desta quarta-feira 20 poucas horas depois da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da capital suspender a vacinação com o imunizante produzido no Instituto Butantan alegando falta de doses. A liberação foi confirmada ao Agora RN pela coordenadora de Vigilância Em Saúde, Kelly Lima.

Como não havia previsão para de entrega de vacinas nesta quarta-feira 20 por parte da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), coube ao município de Natal retirar os imunizantes armazenados na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), no bairro Tirol, zona Sul da capital. O reabastecimento é feito com as doses que compõe a reserva técnica.

Em comunicado no portal da Prefeitura do Natal, a SMS anunciou que, a partir desta sexta-feira 21, retoma a vacinação da segunda dose de Coronavac nas pessoas que receberam a D1 em até 7 de abril . Também serão vacinadas com a segunda dose as pessoas que receberam o imunizante da Oxford e que já tenham completado o intervalo de 12 semanas da aplicação da primeira dose. Nesta sexta, não haverá vacinação para nenhum grupo da primeira de nenhum dos três imunizantes.

A Sesap destacou, em nota encaminhada à imprensa, que entregou ao longo dos últimos dias todo o quantitativo de doses da Coronavac/Butantan solicitado pelo município de Natal, via formulário, para completar o esquema vacinal dos moradores da cidade. Kelly Lima completou, ainda, que novas doses foram encaminhadas considerando os dados do RN + Vacina.

A coordenadora de Vigilância Em Saúde revela à reportagem que Natal alegou ter tido um ‘desperdício’ de doses. Segundo argumento da SMS, os frascos da Coronavac não tinham as dez doses programadas, permitindo, assim,  cerca de nove aplicações. Natal foi o único município do Rio Grande do Norte que informou a situação nas últimas semanas, de acordo com Kelly Lima.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por sua vez, elaborou ofício concluindo que não há indícios de que frascos da vacina CoronaVac estejam sendo fabricados com volume menor de doses. Uma investigação foi realizada pela Anvisa após queixas de que as vacinas produzida pelo Instituto Butantan estavam sendo entregues em frascos contendo quantidades menores que as dez doses previstas.ebcebc

No ofício, a Anvisa relata que, para o caso específico da CoronaVac, que tem um volume declarado de 5 mL, deve haver 0,5 mL de excesso em cada frasco. Diante disso e com a justificativa de aumentar o rendimento do processo produtivo em até 8%, no início de março, o Butantan fez uma redução no volume de enchimento do frasco de 6,2 mL para 5,7 mL, com uma tolerância de 0,2 mL, representando uma faixa de 5,5 a 5,9 mL.

“Os lotes fabricados a partir desta data apresentam-se visualmente com volume inferior aos lotes fabricados anteriormente. Tal alteração foi prontamente notada pelos profissionais de saúde, que observaram a redução visual no volume do frasco. Contudo, tal redução não necessariamente representa um desvio no produto”, disse a Anvisa no documento.

“Nada funciona como o combinado”

A suspensão da aplicação da Coronavac em Natal por falta de doses foi repercutida pela vereadora Divaneide Basílio (PT). Ela faz oposição a gestão do prefeito Álvaro Dias (PSDB).

“Só para se ter uma ideia, no momento em que anunciou a suspensão da vacinação/Coronavac, o Executivo Municipal sequer tinha atualizado o número de doses extras que precisaria no sistema RN + Vacina. Só fez quando o @GovernodoRN exigiu o registro da defasagem. É brincadeira!”, pontuou a parlamentar em uma rede social.

Divaneide rebate o argumento da SMS que os frascos apresentam menos doses do que as dez devidas. Para ela, “a ‘falta de vacina’ é o reflexo da desorganização da atual gestão com a vacinação em Natal. Nada funciona como o combinado”.

Mais Coronavac 

Um carregamento com 38,2 mil doses de Coronavac chegou ao Rio Grande do Norte na madrugada dessa terça-feira 18. O novo lote, segundo a Sesap, é o suficiente para vacinar todas as pessoas que estavam com a 2ª dose atrasada. Entre elas, a governadora Fátima Bezerra (PT). A petista foi estava com o reforço atrasado.

“Chegou a minha vez, pessoal! Finalmente consegui tomar minha 2ª dose. Assim como muitos de vocês, também fiquei com a D2 atrasada por vários dias. Mas agora, felizmente, conseguiremos garantir a D2 de todos os potiguares que ficaram com a vacinação em atraso”, escreveu Fátima no Twitter.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.