BUSCAR
BUSCAR
Ação
Governo corta auxílio emergencial de Sara Winter após ela comunicar que foi vítima de fraude
Sara recebeu a segunda parcela do benefício no último dia 7 de agosto
Redação
21/08/2020 | 08:46

O Ministério da Cidadania afirmou ter bloqueado os valores do auxílio emergencial liberados em nome da ativista Sara Giromini, conhecida como Sara Winter. A militante recebeu a segunda parcela do benefício no último dia 7 de agosto. Os primeiros R$ 600 foram depositados em 1º de julho.

A pasta afirmou ao OGlobo que Sara enviou, no dia 30 de julho, um ofício com boletim de ocorrência afirmando que havia sido vítima de fraude e que não tinha pedido o auxílio.

Na época, a defesa da militante bolsonarista disse que “o CPF da Sara Winter já foi colocado nas redes sociais e que provavelmente não foi ela quem fez [o pedido]. Alguém deve ter usado o nome dela”, ponderou.

O ministério diz que já bloqueou os valores e que está tomando providências para a regularização da situação e devolução dos recursos de duas parcelas de R$ 600 aos cofres públicos.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.