BUSCAR
BUSCAR
Covid-19
Governadora do RN defende vacinação para crianças e espera posicionamento técnico nesta terça
Fátima Bezerra (PT) usou as redes sociais para defender a vacinação contra a Covid-19 para crianças entre 5 e 11 anos; reunião da Câmara Técnica acontece na tarde desta terça-feira 28
Redação
28/12/2021 | 08:05

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), usou as redes sociais na noite desta segunda-feira 27 para se posicionar a favor da vacinação contra a Covid-19 para crianças entre 5 e 11 anos. Alvo de polêmicas, o tema está sendo debatido nacionalmente através do Ministério da Saúde.

“A exemplo de vários estados e da maioria dos países, sou favorável sim à vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade contra a Covid, sem necessidade de prescrição médica, como todas as outras vacinas. Nosso governo sempre pautou suas ações ao longo desta pandemia, pela ciência. Agora não seria diferente. Vacinas salvam vidas, e são nossas crianças que estão em jogo. Tomo como base o parecer da Anvisa, do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde e da Sociedade de Pediatria. Estou aguardando o posicionamento da nossa Câmara Técnica, que se reunirá amanhã à tarde. Espero que este seja o caminho para, junto à Sesap [Secretaria Estadual de Saúde Pública] e aos municípios, tomarmos as devidas providências. Vamos proteger nossas crianças!”, escreveu a chefe do Executivo estadual no Twitter.

Também nesta segunda 27, o Ministério da Saúde divulgou nota para afirmar que é favorável à aplicação de vacinas em crianças e que a campanha para este público deve começar ainda em janeiro. Entretanto, o ministério faz uma ressalva. Lembra que está atualmente “ouvindo a sociedade” em uma consulta pública e que a previsão estará mantida caso o posicionamento não mude na conclusão do processo.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou no dia 16 a aplicação da vacina da Pfizer contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. Desde então, Queiroga já disse que não há emergência para vacinar este público e que a pressa é inimiga da perfeição.

Uma decisão é cobrada do governo pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, disse na quinta-feira 23 que o Ministério da Saúde recomendará que as crianças de 5 a 11 anos sejam vacinadas desde que haja prescrição médica e assinatura de termo de consentimento pelos pais. O presidente Jair Bolsonaro (PL) concorda com a recomendação. Para ele, a decisão sobre vacinar os filhos cabe exclusivamente aos pais.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.