BUSCAR
BUSCAR
Concilicação
Em entrevista, Álvaro Dias confirma que irá a audiência de conciliação com Fátima Bezerra
Prefeito de Natal voltou a defender o uso da como forma de prevenção à Covid-19 sem apresentar qualquer estudo
Redação
08/03/2021 | 19:45

Em entrevista à Rádio 98 FM, no início da noite desta segunda-feira, 8, em Natal, Álvaro Dias, prefeito da capital potiguar, disse que irá a audiência de conciliação com a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, após convite do corregedor geral de Justiça, desembargador Dilermando Mota, que acontecerá nesta quarta-feira (10).

Mota propôs a audiência para que seja alcançado um denominador comum a respeito dos decretos estadual e municipal publicados, com medidas para deter o recrudescimento da pandemia causada pelo novo coronavírus, sobretudo no tocante à capital. A sessão pública será virtual e tem início previsto para às 14h30. A audiência será transmitida pelo canal do TJRN no YouTube.

Na entrevista, Álvaro Dias disse que está disposto a sentar frente a frente com a governadora do estado, Fátima Bezerra. Ainda na conversa, ele negou que as divergências com a chefe do Executivo do Estado tenham motivações eleitorais.

Em outro momento, enfatizou que não será candidato a governador “sob hipótese alguma”, que vai cumprir promessa feita à população em 2020 e que “quem viver verá”. Ele também disse que não descumprirá o que está dizendo.

Durante a mesma entrevista, cobrou que o Governo do Estado siga o Governo do Ceará e pague auxílio para donos de bares e restaurantes. Dias ainda voltou a dizer, em referência à ivermectina, que o remédio previne a Covid-19 – sem apresentar qualquer estudo.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.