BUSCAR
BUSCAR
Carreira
Deputados aprovam o plano de cargos para a Polícia Civil do RN
Medida ainda precisa ser sancionada pela governadora Fátima Bezerra
Redação
30/04/2020 | 05:00

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou nesta quarta-feira (29), por unanimidade, o projeto de lei de iniciativa do Governo do Estado que promove uma reestruturação na carreira dos delegados, agentes e escrivães da Polícia Civil.

Para ser efetivada após a aprovação na sessão ordinária pelos deputados estaduais, que foi feita por Sistema de Deliberação Remota (SDR), a modificação no plano de carreiras da Polícia Civil ainda precisa de sanção da governadora Fátima Bezerra.

De acordo com o projeto, o delegado de Polícia em início de carreira passa a ganhar R$ 16.670,59. Após 20 anos de profissão, ele vai passar a ganhar R$ 25.632,97 na classe sênior. Os agentes e escrivães da Polícia Civil vão ganhar R$ 4.731,91 no início de carreira. Quando alçados à classe especial, o vencimento será de R$ 10.468,63.

“Quero parabenizar todos que fazem a Polícia Civil e que hoje têm uma expressiva vitória nessa Casa Legislativa”, afirmou o presidente Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB). O deputado lembrou que o projeto do Executivo tramitou pelas Comissões (CCJ, Finanças e Fiscalização e de Administração), onde também foi aprovado por unanimidade.

Na discussão da matéria todos os deputados destacaram a importância do projeto para os agentes de segurança, pelo relevante papel social que desempenham e lembraram que esta é uma antiga luta desses servidores.

O projeto enviado ao Legislativo substituiu um anterior para se adequar às negociações da categoria e às definições acordadas com seus representantes, como a Associação dos Delegados de Polícia Civil do RN (ADEPOL) e do Sindicato das Polícias Civis do RN (Sinpol).

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.