BUSCAR
BUSCAR
Fogo
Bombeiros controlam incêndio na Serra da Capelinha, mas ainda há fogo para vários dias na zona rural de Parelhas; VEJA VÍDEO
O Corpo de Bombeiros ainda não sabe as causas do incêndio, mas acredita-se que tenha surgido em razão de alguma queimada
Redação
24/08/2020 | 09:03

O Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte anunciou na manhã desta segunda-feira 24 que conseguiu controlar o incêndio que atingiu durante todo o fim de semana a Serra da Capelinha, em Paralhas, na região Seridó potiguar. Moradores e equipes da Defesa Civil do Município também ajudaram no combate às chamas.

No entanto, ainda de acordo com os bombeiros, ainda há fogo em outra região da zona rural do município de Parelhas, próximo ao açude Boqueirão, e que o combate a estas chamas deve durar vários dias (veja vídeo acima).

O Corpo de Bombeiros ainda não sabe as causas do incêndio, mas acredita-se que tenha surgido em razão de alguma queimada.

Major Araújo, comandante do 2º Grupamento de Bombeiros, mostra focos de incêndio já controlados na Serra da Capelinha, em Parelhas – Foto: Divulgação/CBM

Nota

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) foi acionado na tarde do último sábado (22) para combater um incêndio florestal na Serra da Capelinha, no município de Parelhas, Região Seridó do estado. Os Bombeiros Militares de Caicó foram ao local às 14h e se depararam com um incêndio de grande proporção, além do difícil acesso para a realização do deslocamento. O trabalho de controle das chamas durou a tarde inteira até a madrugada deste domingo (23). Após o combate, o Corpo de Bombeiros de Caicó passou a monitorar o local.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.