BUSCAR
BUSCAR
Coluna
Alex Viana: Ex-prefeito Carlos Eduardo passou a ser assediado por lideranças do interior do RN
Confira a coluna de Alex Viana desta terça-feira 8
Alex Viana
08/06/2021 | 09:14

Agenda lotada
Após anunciar predisposição de assumir uma candidatura ao governo, o presidente do PDT, ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo, passou a ser assediado por lideranças interioranas. Na semana passada, estava sem agenda para outros compromissos, tamanha a procura por audiências em sua sede de trabalho, no PDT.

Refiz
Enquanto o “passaporte tributário” ou o novo Refiz federal aguardam tramitação no Senado, Estados e capitais já lançam seus programas especiais de parcelamento de débitos tributários em até dez anos e desconto de multa e juros que chegam a 100%. Pelo menos um terço dos estados – Alagoas, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro e Sergipe – já ofereceu ou aprovou um “Refis” este ano ou ao menos enviou -a suas casas legislativas projetos nesse sentido. Não se tem notícia de que Natal ou o Rio Grande do Norte planejem algo semelhante – o que ajudaria em muito a salvar empresas e empregos, e até mesmo fomentar o desenvolvimento econômico do Estado, já que daria um alívio ao contribuinte no momento difícil da pandemia, além de gerar receita extra em meio à crise sanitária. O secretário de Tributação do RN, Carlos Eduardo Xavier, disse à coluna que o RN fez o seu Refiz, que está em vigor desde o ano passado.

Fim de era?
Virou uma cena comum: salas de cinema de todo o país antes concorridas, como as do Cinemark, no Midway, e Cinépolis, no Natal Shopping, exibem filmes para dois ou três expectadores por sessão. Atualmente, 50% dos pouco mais de 800 cinemas do Brasil estão fechados e, até o fim deste ano, 200 podem encerrar de vez as atividades. Segundo reportagem do jornal O Globo, os exibidores apostam na vacinação para a volta do público. Porém, a aposta dos grandes estúdios é a de que a os canais de streaming, como NetFlix, Amazon e outros, são um caminho sem volta. Inclusive para as estreias.

Do RN para o Brasil
Reportagem recente do Agora RN, mostrando a penúria ocasionada pela diminuição de repasses federais, dos centros de ensino federal no RN (UFRN e IFRN), pautou a imprensa nacional. De acordo com o jornal O Globo, trinta das 69 universidades federais do país alertam que não conseguirão chegar ao fim do ano com orçamento atual, mesmo que haja desbloqueio de verba pelo MEC.

De retrocessos
“O ministro das Comunicações, Fábio Faria, poderia propor a proibição dos iPhones e a volta dos telefones pretos dentro das casas e nos estabelecimentos comerciais, assim como a instalação de alguns orelhões nas ruas”. Frase extraída de artigo do publicitário Washington Olilvetto, ao analisar a possibilidade de retrocesso no país, liderada pelo presidente Jair Bolsonaro. Segundo Olivetto, a campanha pela volta do voto impresso, arregimentada pelo chefe de Faria, abriria margem para vários outros retrocessos. Faz sentido…

Inautênticas
A PF identificou que ao menos 1.045 acessos de contas inautênticas ligadas a aliados de Jair Bolsonaro – derrubadas pelo Facebook há quase um ano – partiram de órgãos como a Presidência da República, a Câmara dos Deputados, o Senado e a 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea do Exército. Contas inautênticas são perfis criados ou usados por identidade desconhecida.

Crime de responsabilidade
Articulado junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional, do ministro potiguar Rogério Marinho, o “Orçamento Secreto”, criado para aumentar a base de apoio do presidente Bolsonaro no Congresso em troca de liberação de recursos, ganhou ação com vistas à suspensão da execução de suas emendas. De autoria do Cidadania, PSOL e PSB junto ao STF, aponta-se inconstitucionalidade na utilização de emendas. Alguns juristas apontam indícios de crime de responsabilidade no caso.

Iluminação privada
Já são pelo menos 139 projetos em diferentes estágios de preparação as chamadas PPP da Iluminação, parcerias público-privadas, país afora. Embora não se discuta no Rio Grande do Norte, trata-se de tendência nacional, com apoio técnico e financeiro do governo federal. Desde 2014, a iluminação é responsabilidade das prefeituras.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.