BUSCAR
BUSCAR
Agripino defende estados e critica política desnorteada da Petrobras

27/08/2012 | 22:58

O líder do Democratas no Senado, José Agripino (RN), protestou contra a estratégia do governo federal de praticamente zerar a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) do combustível para barrar o aumento da gasolina. De acordo com o presidente nacional do DEM, a medida pode segurar o preço da gasolina por um tempo, mas deixa os estados sem recursos para a manutenção das rodovias. Parte do dinheiro arrecadado pela Cide é usado para isso.

“Antes de anunciar o aumento dos combustíveis, o governo praticamente zerou a incidência da Cide. Ao tirar o imposto, tirou as condições dos estados de fazerem a manutenção das rodovias, de investir na mobilidade urbana”, disse o parlamentar. “A empresa, com seu modelo desnorteado, acabou com a capacidade dos estados de construírem trechos de rodovia ou manter as estradas sem buracos”, acrescentou.

José Agripino afirmou ainda que o Executivo tem usado equivocamente a Petrobras que, para ele, deixou de ser uma empresa do ponto de vista viável economicamente para ser usada politicamente. “Dentro deste governo, a Petrobras se transformou em instrumento de contenção da inflação. Passou a ser um instrumento para só comprar plataforma de produtores brasileiros, seja qual fosse o preço. Mas com a repetição deste modelo, a Petrobras perdeu o sentido de produzir petróleo e começou a perder ações e investimentos com uma política equivocada”.

 

 

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.