Coronavírus
Homens são presos por vender ivermectina ilegalmente na BR-101 em Natal
Medicação é prescrita para verminoses, mas vem sendo utilizada para atenuar os efeitos da Covid-19
Por Redação - Publicado em 10/06/2020 às 08:19

A Polícia Rodoviária Federal prendeu na noite desta terça-feira (9) dois homens que vendiam ilegalmente ivermectina, remédio que vem sendo utilizado para o combate ao coronavírus. Os suspeitos estavam em frente a um shopping, no perímetro urbano da BR-101, em Natal. A PRF ainda apreendeu 50 caixas do medicamento.

Após receber a denúncia de que pessoas estavam vendendo o medicamento próximo a um shopping na BR-101, uma equipe se deslocou até o local e constatou a irregularidade.

Quando os policiais chegaram, encontraram um Honda Fit estacionado às margens da BR, com dois homens no seu interior. No colo do passageiro, um homem de 37 anos, foi encontrada uma caixa grande, contendo 50 caixas de ivermectina 6 mg, com 4 comprimidos.

Aos policiais, o homem informou que teria comprado o medicamento na cidade de João Pessoa, capital da Paraíba, e estava revendendo em Natal. Ele estava cobrando um valor que variava entre R$ 50,00 e R$ 100, por caixa. A ivermectina é um medicamento prescrito para combater verminoses, porém vem sendo muito procurada pela população para minimizar os efeitos da Covid-19.

A pessoa que ligou denunciando, disse que recebeu uma mensagem pelo aplicativo Whatsapp, oferecendo a medicação.

Diante dos fatos, os homens foram detidos e encaminhados com o remédio para a delegacia de plantão da zona Sul, em Natal. O responsável pelo medicamento foi submetido a Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), pelo crime previsto no artigo 132 do código penal: expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente.

O crime prevê pena de detenção, de três meses a um ano, se o fato não constitui crime mais grave.