BUSCAR
BUSCAR
Avaliação
Zoonoses avalia situação de risco à saúde no Mercado Público da Redinha
Equipe identificou quantidade expressiva de gatos, os quais estão associados à doenças, como raiva, leishmaniose, toxoplasmose, esporotricose, dentre outras
Redação
22/11/2017 | 11:39

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) visitou nesta segunda-feira, 20, o Mercado Público da Redinha para avaliar a situação de risco à saúde decorrente da presença constante de gatos no local.

A equipe do CCZ identificou uma quantidade expressiva de animais, os quais estão associados à doenças de importância em saúde pública, como raiva, leishmaniose, toxoplasmose, a esporotricose (recentemente diagnosticada no município), dentre outras, sendo todas transmissíveis ao homem.

De acordo com a chefe do Núcleo de Educação em Saúde do CCZ, Huylliane Souza foi constatado que a presença e multiplicação dos animais está associada à farta disposição de alimentos, fornecidos pelos comerciantes do mercado, moradores e consumidores locais, e por ser o mercado um local de abandono desses animais.

A equipe desenvolveu diversas atividades educativas como, exposição dialogada, afixação de cartazes, distribuição de folders e de hipoclorito de sódio para higienização de frutas e verduras, junto aos comerciantes, moradores e frequentadores do mercado em momento de grande fluxo, com o intuito de fomentar a prática e atitudes para diminuir os riscos à saúde humana.

“Durante a intervenção os assuntos abordados foram, o acúmulo de gatos; comida à disposição; preocupação com a saúde pública; oferta de alimentos por parte dos comerciantes e consumidores; doenças transmissíveis ao homem, entre outras orientações”, destacou Huylliane.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.