BUSCAR
BUSCAR
Greve
Vigilantes devem manter 70% do efetivo em hospitais públicos, decide TRT
Tutela de urgência foi concedida no julgamento de uma Ação Civil Pública movida pelo Governo do Estado contra o Sindicato dos Vigilantes
Redação
05/03/2018 | 11:23

A juíza Daniela Lustoza Marques de Souza Chaves,  da 11ª Vara do Trabalho de Natal, determinou o restabelecimento imediato do trabalho dos vigilantes que atuam nos hospitais públicos do Estado. A determinação aponta que 70% da força de trabalho deve exercer as funções nas unidades de saúde do Estado.

A tutela de urgência foi concedida no julgamento de uma Ação Civil Pública movida pelo Governo do Estado contra o Sindicato dos Vigilantes (Sindsegur).

Com a paralisação dos vigilantes, ocorreu a suspensão das visitas aos pacientes nas duas maiores unidades hospitalares estaduais – Hospital Walfredo Gurgel e Hospital Dr. José Pedro Bezerra (Santa Catarina).

Em caso de descumprimento da decisão da Justiça do Trabalho, o Sindesegur poderá sofrer multa diária no valor de R$ 50 mil

Os vigilantes reivindicam o aumento salarial de 3% acima da inflação e também se posiciona contra reformas contratuais propostas pelas empresas de segurança.

O Rio Grande do Norte tem hoje o maior salário entre os vigilantes de todo o Nordeste. A remuneração é de R$ 1.684,77.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.