BUSCAR
BUSCAR
Substituição
Teatro Sandoval Wanderley será derrubado para construção de shopping no Alecrim
Com obras do Outlet 25 prestes a começar, a previsão é de que um museu seja criado no lugar do teatro, que deve ser transferido para a Ribeira
Boni Neto
04/05/2017 | 04:45

O Teatro Sandoval Wanderley, localizado no bairro do Alecrim, será demolido. A informação foi confirmada pela secretária de Cultura (Secult), que explicou que o Grupo 25, entidade empresarial que irá construir um novo shopping na região batizado de “Outlet 25”, irá derrubar o prédio que representa cerca de 10% do terreno adquirido onde serão realizadas as obras. Os admiradores da arte, todavia, não devem se desesperar. O município de Natal, em união ao Grupo 25, garantiu que a intenção é preservar as especificações e a fachada do teatro, transformando-o em um museu que contará as grandes histórias e produções do local. O Sandoval Wanderley, que está interditado desde 2009, será, então, movido para um prédio federal – ao que tudo indica –, localizado na Ribeira e passará a contar com uma estrutura renovada que atenderá à população e artistas do bairro mais cultural da cidade.

Atualmente, as negociações estão ocorrendo entre a prefeitura e o Grupo 25. O prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) e o secretário de Cultura Dácio Galvão, estão em Brasília para conversar com o ministro da Cultura Roberto Freire, com a intenção de viabilizarem a consolidação das tratativas, isto porque o prédio no qual o novo Sandoval Wanderley seria instalado pertence ao governo federal; logo, é preciso haver um entendimento entre o Grupo 25, a prefeitura de Natal e o ministério da Cultura. No caso das conversas não avançarem, há a possibilidade da prefeitura utilizar um terreno próprio de Natal – método que também exigiria o apoio de recursos federais para a construção de uma obra maior.

As obras do Outlet 25 têm previsão para serem iniciadas no segundo semestre deste ano com conclusão pensada para o final de 2018. A expectativa é de que 280 lojas surjam dentro do shopping, possibilitando a geração de 2000 novos empregos no bairro mais comercial de Natal, e garantindo um maior fluxo no local. Entre as lojas que farão parte deste novo empreendimento, algumas já estão confirmadas, como a Hering, Taco, Sacolão, Ótica Diniz e a loja de departamentos Rio Center. A quantidade de vagas no estacionamento será de 800 a 1000.

Abrigando quase 6 mil empresas, o Alecrim arrecada hoje cerca de 44% do imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação (ICMS) que é gerado na capital potiguar.

INTERDIÇÃO
O teatro passou por uma reforma durante o segundo mandato de Carlos Eduardo Alves como prefeito de Natal (2005-2008). Na época, houve melhorias nos sistemas elétricos, hidráulicos e estruturais, bem como aquisição de equipamentos acústicos e a criação de uma sala para ensaios da Banda Sinfônica de Natal. Durante este período, o teatro, que possuía espaço para 150 espectadores, abrigou espetáculos e projetos como “Pixinguinha”; “Danças Potiguares”; “Retratos Sonoros” e “Poemúsica”. Em 2009, quando a, então, prefeita Micarla de Sousa, assumiu a gestão da capital, o Sandoval Wanderley foi interditado pelo Corpo de Bombeiros por falta de condições técnicas que poderiam colocar em risco a segurança do público.

Em 2013, quando Carlos Eduardo reassumiu a prefeitura de Natal, estipulou que, devido ao abandono prévio ao teatro e aos problemas crescentes de infraestrutura, o município teria que desembolsar um total exato de R$ 1.219.187,86 para recuperar integralmente o prédio. Como a administração não possuía o montante na época, o Sandoval Wanderley permaneceu interditado, quadro que se estende até hoje.

HISTÓRICO
O Sandoval Wanderley, construído em 1962, foi o segundo teatro de Natal, perdendo apenas para o Teatro Alberto Maranhão, este erguido em 1904. O prédio carrega o nome do ator assuense que criou dois grupos de artistas no Rio Grande do Norte: o Conjunto Teatro Potiguar, em 1941 e o Teatro de Amadores de Natal, em 1951.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.