BUSCAR
BUSCAR
Natal terá quatro encenações da Paixão de Cristo de hoje até o domingo de Páscoa
História de morte e ressurreição de Jesus será remontada próximo a igrejas do Bom Pastor, de Nazaré, de Ponta Negra e de Cidade Satélite
Tiago Rebolo
29/03/2018 | 13:59

O momento do ano mais aguardado pelos católicos chegou. Após um intenso período de preparação e reflexão, os fiéis celebram de hoje até domingo o encerramento da Quaresma e a Páscoa. Nesta fase litúrgica, os devotos lembram a morte e a ressurreição de Jesus Cristo e aproveitam o momento para renovar a fé.

Na capital potiguar, nos 23 templos subordinados à Arquidiocese de Natal, 116 celebrações serão realizadas desde esta Quinta-feira Santa até a Páscoa. No domingo, algumas igrejas terão até quatro missas ao longo do dia.

O padre Flávio Herculano, da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação, mais conhecida como Catedral Velha, lembra que os católicos não devem encarar os dias como um “feriadão”. “Se somos cristãos, não podemos estar isentos neste momento de dor e tristeza de Jesus. Vamos estar com ele. Não podemos estar nos divertindo em praia e jogando papo para cima. Estamos de estar unidos com Cristo neste momento. É Cristo quem está sofrendo”, afirma o sacerdote.

O religioso comenta que, sobretudo nos dias atuais, a mensagem da Paixão de Cristo precisa estar presente na vida dos devotos. “Neste contexto sociopolítico de tanto sofrimento e violência, com as pessoas passando necessidades, a Paixão se atualiza”, acrescenta.

E o momento sagrado para os católicos será evidenciado não apenas nas missas ou dentro das igrejas. Em Natal, segundo a Arquidiocese, haverá pelo menos quatro encenações da chamada Paixão de Cristo. As montagens, protagonizadas por voluntários católicos, vão lembrar a morte e a ressuscitação de Cristo.

A primeira das encenações acontecerá no Bom Pastor, na zona Oeste. Por lá, cerca de 30 voluntários vão relembrar a Via Crucis nesta sexta-feira, a partir das 14h. Os voluntários sairão da comunidade São Francisco em procissão até a Igreja Matriz. “Aqui já faz 44 anos que realizamos a Via Sacra pelas ruas do bairro. É uma procissão itinerante que vem sendo ensaiada há mais de um mês”, conta Vinícius Miguel, que organiza o ato.

Um pouco mais tarde, às 16h30, será iniciada a celebração no bairro Nazaré, também na zona Oeste. De acordo com a organizadora, Bianca França, 45 pessoas vão encenar a Paixão de Cristo, que deve durar entre 40 e 50 minutos. Toda a peça acontecerá nas adjacências da Paróquia do Santuário dos Santos Mártires de Cunhaú e Uruaçu.

Bianca conta que o trabalho de montagem começou antes do Carnaval e que a decoração e o cenário – que remontam o Império Romano – foram confeccionados pelos próprios voluntários. Ela diz também que a tradicional Paixão de Cristo terá outro trajeto este ano. “A principal mudança em relação ao ano passado é uma leve mudança no percurso. Começaremos no Santuário, daremos uma volta na rua Miguel Castro, pegaremos a rua do posto de saúde e terminaremos no campo que fica por trás da igreja”, pontua a jovem.

Em Ponta Negra, na zona Sul, também haverá encenação. A concentração será na Paróquia de Santa Rita de Cássia dos Impossíveis, e por lá, ao contrário das outras paróquias, a Paixão de Cristo será em um cenário fixo. Três palcos serão montados na praça Tancredo Neves, por trás do templo.

Em Cidade Satélite, espetáculo terá duas apresentações

Os fiéis da Paróquia São Francisco de Assis, no conjunto Cidade Satélite (zona Sul), organizaram o ato para acontecer em dois momentos: na Sexta-feira Santa e no domingo.

O organizador, Tiago Sal, registra que, no primeiro dia, será lembrada a morte de Cristo; no Sábado de Aleluia haverá o silêncio; e, no domingo, será o momento de celebrar a ressurreição. Nos dois dias, o espetáculo deverá durar 1h30 e será iniciado às 19h30.

Tiago conta que a Paixão de Cristo de Satélite terá diversos cenários. O primeiro será montado próximo à Escola Djalma Marinho, onde acontecerão as celebrações normais, já que a igreja está em reforma. Próximo à escola – o organizador conta – acontecerá a montagem da Santa Ceia.

“Assim que terminar a Ceia, o pessoal se posiciona para iniciarmos a procissão. De lá vamos até a paróquia que está em obras, onde tem outro cenário, que é o da Tentação. Na sequência, iremos para a lateral da igreja, onde estará o templo onde Jesus será condenado”, pontua.

Na sequência, a encenação será deslocada para a praça que fica ao lado da paróquia, onde outros três cenários foram montados. “São os cenários de Pilatos, Herodes e a Crucificação”.

Segundo Tiago Sal, a proposta é realizar um teatro de rua com participação da comunidade. “Os cenários são simplificados, o foco é nos personagens. Os atores vão, inclusive, sair um pouco da peça para conversar com o público. Além disso, os personagens são jovens, para darmos mais vivência. É algo mais intimista, para tocarmos o coração das pessoas”, finaliza.

6a505f7e ac63 4b02 977c 5b94f7b80632

Apresentação no ano passado em Satélite – Foto: Magno Aquino / Cedida
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.