BUSCAR
BUSCAR
Pesquisa
Estudo aponta que RN tem estabilidade no número de mortes por coronavírus
Por outro lado, outros nove apresentam média móvel em crescimento
OGlobo
03/08/2020 | 05:40

Um estudo realizado pela Fiocruz mostrou que o Rio Grande do Norte não tem apresentado queda, nem crescimento no número de mortes por coronavírus.

Nove estados brasileiros têm tendência de queda no número diário de mortes por Covid-19 no país. Entre eles, o único que não está no Norte e Nordeste é o Espírito Santo. Os outros oito são Alagoas, Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba e Pernambuco.

O país ainda tem nove estados com o número de óbitos em crescimento. O caso mais expressivo é o Mato Grosso do Sul, cuja média móvel é de 62%. Os outros estados são Acre, Minas Gerais, Goiás, Paraná, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina e Tocantins, assim como o Distrito Federal.

O Rio de Janeiro, que apresentou tendência de queda de óbitos entre meados de junho e meados de julho, viu este aumentar há uma semana. Desde então, está oscilando e atualmente está estável.

Também estão num patamar considerado estável os estados do Mato Grosso, do Bahia, de São Paulo, de Goiás, do Sergipe, de Rondônia e do Piauí.

Um boletim produzido pela Fiocruz mostrou que o estado tem registrado um aumento diário de 8,4% em média do número de casos desde 12 de julho. É a maior taxa em todo o Brasil, e pode indicar a temida “segunda onda”.

Segundo o levantamento realizado este sábado pelo consórcio de veículos de imprensa, a atual média móvel diária do país é de 1.011 óbitos.

O número de casos confirmados de Covid-19 no Brasil subiu para 2.733.622, indica o boletim das 20h do consórcio de veículos de imprensa formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo neste domingo. Os números são consolidados a partir das secretarias estaduais de Saúde. O total de mortes é de 94.130.

A “média móvel de 7 dias” faz um cálculo entre o número de mortes do dia e dos seis anteriores. Ela é comparada com média de duas semanas atrás para indicar se há tendência de alta, estabilidade ou queda. O cálculo é um recurso estatístico para conseguir enxergar a tendência dos dados abafando o “ruído” causado, por exemplo, pelos finais de semana, quando a notificação de mortes se reduz por escassez de funcionários em plantão.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.