BUSCAR
BUSCAR
Saúde
Covid-19: Com leitos lotados, Natal está em situação crítica
Nesta terça-feira (12), há 100% de ocupação no Hospital Giselda Trigueiro, 90% no Hospital da Polícia e 100% no Hospital Municipal
Redação
12/05/2020 | 16:32

O Governo do RN segue acompanhando a situação da capital do Estado na pandemia do coronavírus. Nesta terça-feira (12), há 100% de ocupação no Hospital Giselda Trigueiro, 90% no Hospital da Polícia e 100% no Hospital Municipal. Ou seja: todos os leitos da rede pública disponíveis para pacientes de Covid-19, em Natal, estão lotados. As informações foram confirmadas pelo secretário adjunto de Saúde do Governo do Estado, Petrônio Spinelli na entrevista coletiva realizada no final da manhã, na Escola de Governo, no Centro Administrativo.

A alta taxa de ocupação de leitos também é preocupante no interior, embora tenha ocorrido uma leve diminuição nesta taxa nas últimas 24 horas. Em Mossoró, há apenas duas vagas em leitos críticos (UTI e semi-uti) no Hospital São Luiz No Hospital Regional Tarcísio Maia há cinco vagas – dos 17 leitos disponíveis, 12 estão ocupados. Em Caicó, onde há 20 leitos críticos disponíveis, 12 estão ocupados. Em Pau dos Ferros, no Hospital Regional, há 8 leitos vagos.

Nesta terça-feira, a regulação para leitos Covid-19 registra uma demanda de um paciente com prioridade 1 (leito de UTI), um paciente com prioridade 2 (semi-uti) e 24 pacientes com prioridade 3 (leito clínico).

Novos leitos

“Em Natal, a situação é dramática, volto a repetir. Esperamos que a abertura de leitos, prevista para esta semana, faça com que voltemos a ter um patamar de ocupação que nos afaste da angústia do colapso”, afirmou Petrônio Spinelli.

Para esta semana, a Sesap tem programado para deixar funcionando no Hospital da PM de Natal 15 leitos com respiradores e mais 12 leitos no Giselda Trigueiro (hoje são 25). Para Mossoró, está prevista a abertura de 10 UTIs no Hospital Regional Tarcísio Maia e 5 no Hospital Rafael Fernandes, e entre 15 a 20 leitos no Hospital São Luiz. Também está prevista a abertura de 10 novos leitos em Caicó e mais 8 em Pau dos Ferros.

Nesta segunda-feira (11) foram abertos 7 leitos pediátricos para atendimento Covid-19 no Hospital Maria Alice Fernandes, na zona norte de Natal. A unidade já possui 3 leitos para estabilização. A Secretaria da Saúde planeja ainda abrir 3 leitos no Hospital Wilson Rosado em Mossoró e leitos em Caicó e Currais Novos

O secretário insiste para que as pessoas compreendam a relação causa-efeito do isolamento social. “Está comprovado pela ciência: sem isolamento a contaminação cresce. É preciso ficar em casa. Todos os esforços, sejam da administração pública, em todos os níveis, dos profissionais de saúde, que estão se expondo todos os dias, e das pessoas que estão cumprindo o isolamento, serão em vão se pelo menos 60% da população não ficar em casa. Ficar em casa é respeitar o semelhante, familiares, amigos e também os profissionais de saúde. É preciso aumentar o isolamento social”. A taxa de isolamento no RN, atualmente, está entre 41% e 42%.

Spinelli destacou ainda que usar máscara sempre que precisar sair de casa é decisivo para reduzir o risco de contaminação, além de ser uma atitude de respeito ao esforço dos profissionais de saúde que atuam no combate à doença, lembrando que nesta terça-feira se comemora o Dia Internacional do Enfermeiro.

Os dados epidemiológicos mostram que hoje há 282 internados, 7.383 suspeitos, 2.033 casos confirmados, 5.677 descartados, 734 recuperados (que tiveram alta nos hospitais), 93 óbitos (2 em Mossoró – homens com 35 e 73 anos de idade – e um em Natal, 73 anos, mulher). Os óbitos em investigação são 49.

O secretário adjunto também reforça a orientação às pessoas que sentirem algum sintoma de gripe ou sintoma de Covid-19. O primeiro atendimento é nos prontos-socorros ou nas UPAs, na cidade onde a pessoa reside. Nestas unidades o paciente, se for o caso, é regulado para os hospitais voltados para atendimento a Covid-19 pela equipe médica.

“Os prontos-socorros e UPAs regulam o paciente para as unidades especializadas de acordo com as prioridades 1, 2 e 3. As prioridades 1 e 2 exigem atendimento em leitos críticos (UTI ou semi-uti). A prioridade 3 é considerada de média complexidade, que é responsabilidade dos municípios – que devem prestar assistência nos hospitais municipais, geralmente em enfermarias”, explicou Petrônio.

Portal

Na entrevista coletiva de hoje, o professor Ricardo Valentim, coordenador do Laboratório em Inovação Tecnológica em Saúde – LAIS, da UFRN, apresentou o www.portalcovid19.saude.rn.gov.br criado por várias instituições e centros de pesquisa. O portal reúne dados sobre a gestão, a comunicação, o monitoramento, as medidas e cuidado no enfrentamento da pandemia e disponibiliza serviços à população em geral e aos profissionais de saúde.

Dados atualizados – Covid-19:

  • 7.383 suspeitos
  • 2.033 confirmados
  • 5.677 descartados
  • 734 recuperados
  • 93 óbitos
  • 49 óbitos em investigação
Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.