BUSCAR
BUSCAR
Eleições 2020
Disputa pela Prefeitura de Natal já tem pelo menos 10 pré-candidatos
Em Natal, única cidade do Rio Grande do Norte com possibilidade de segundo turno, pelo menos sete nomes despontam como pré-candidatos e outros três partidos também devem lançar candidaturas próprias, ainda sem definir o nome
Redação
07/01/2020 | 14:00

Com a chegada do ano novo, devem se intensificar nas próximas semanas os debates sobre as eleições municipais de 2020. Este ano, os brasileiros vão às urnas para escolher novos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, para mandatos entre 2021 e 2024. De acordo com a Justiça Eleitoral, o primeiro turno acontecerá em 4 de outubro. Nas cidades onde houver segundo turno, a votação será no dia 25 do mesmo mês.


Em Natal, única cidade do Rio Grande do Norte com possibilidade de segundo turno na disputa para prefeito e vice – já que a de vereador termina no primeiro turno, pelo menos sete nomes despontam como pré-candidatos e outros três partidos também devem lançar candidaturas próprias, ainda sem definir o nome.


Um dos candidatos deve ser o atual prefeito, Álvaro Dias, que pode concorrer à reeleição. Filiado ao MDB e eleito vice-prefeito em 2016, Álvaro está no cargo desde abril de 2018, quando o então prefeito Carlos Eduardo Alves renunciou para concorrer ao Governo do Estado – ele perdeu para Fátima Bezerra.


Oficialmente, Álvaro afirma que não decidiu se será candidato à reeleição. Em entrevista à rádio Agora FM (97,9) dias atrás, o prefeito falou que tem priorizado a administração. “Eu não sei se vou ser candidato à reeleição. Meu foco é a gestão, a administração. É o que tem me consumido, no que eu tenho pensado. Para mim, as coisas para dar certo têm que ter foco. Não pensei nem vou pensar nisso agora. Só daqui a seis meses, sete meses, é que eu vou decidir. Não vou mudar o foco da minha gestão”, afirmou.


Apesar de o prefeito adotar tom de cautela ao falar sobre a possível candidatura, já há nomes cogitados até para compor a chapa na condição de vice. São ventilados os nomes da deputada estadual Eudiane Macedo (Republicanos) e da vereadora Nina Souza (PDT).


Segundo o calendário das eleições divulgado pela Justiça Eleitoral, os partidos têm de definir seus candidatos em uma convenção, que deve ser realizada entre os dias 20 de julho e 5 de agosto. Terminado este prazo, as candidaturas precisam ser homologadas em até dez dias. Em 16 de agosto, começa a campanha propriamente dita, com autorização para propaganda.


O partido da governadora Fátima Bezerra, o PT, deverá ter candidatura própria à Prefeitura do Natal, mas a definição do nome vai ficar para mais perto do período das convenções. Mais cotada para ser a candidata do partido, a deputada federal Natália Bonavides – a deputada mais votada em Natal nas eleições de 2018 – voltou a descartar, na semana passada, ir para a disputa.


Em entrevista ao portal Saiba Mais, Natália Bonavides sugeriu ao PT que “teste” outros nomes em pesquisa, como o senador Jean Paul Prates, o secretário Fernando Mineiro (Gestão de Projetos e Relações Institucionais) e o médico Alexandre Motta. “Pela avaliação política que tenho feito até agora, acredito que minha tarefa nesse momento é na Câmara, no Parlamento”, afirmou a deputada, que tem sido pressionada por dirigentes partidários a concorrer, inclusive pelo ex-presidente Lula.


O deputado estadual Kelps Lima, que foi o segundo mais votado nas eleições de 2016 – perdendo para Carlos Eduardo –, deverá ser o candidato do Solidariedade a prefeito de Natal em 2020. A pré-candidatura foi formalizada no fim do mês passado, quando ele transmitiu o comando estadual do partido para o seu suplente na Assembleia Legislativa, o ex-prefeito de Almino Afonso Lawrence Amorim.


“Queremos gente que não olhe a máquina pública como uma oportunidade de ganhar dinheiro. Queremos gente que pense sob a lógica de que o Estado precisa atender e melhor à população, a um custo cada vez menor. E isso só se consegue com o exercício da eficiência e da disciplina fiscal e moral”, afirmou o deputado, em publicação recente nas redes sociais.


Na semana passada, o deputado postou no Facebook um texto que o compara ao atual prefeito, Álvaro Dias, antecipando o que pode ser uma disputa de segundo turno entre os dois. “Um lado emprega parentes e faz parte das oligarquias tradicionais, o outro não. Um usa festas para iludir a população, enquanto outro quer gestão moderna na área de saúde e educação para mudar a vida das pessoas”, diz trecho da publicação.


O deputado estadual Hermano Morais – que foi ao segundo turno das eleições de 2012 – também é apontado como pré-candidato a prefeito em 2020. No fim do ano passado, o parlamentar anunciou sua filiação ao PSB, quatro meses após deixar o MDB. Presidido no Estado pelo deputado federal Rafael Motta, o PSB informou que apoia a candidatura de Hermano para a Prefeitura.


“(…) um deputado qualificado, trabalhador, experiente e que conhece profundamente Natal, onde foi vereador por quatro mandatos. Estamos certos de que ele está preparado para colaborar ainda mais com a nossa capital. Tem o total apoio do partido para isso”, declarou Rafael Motta.


Candidato a governador nas eleições de 2018 pelo PSOL, terminando a disputa em 5º lugar, o professor Carlos Alberto Medeiros é o pré-candidato do PV para 2020. Ele, inclusive, é o presidente do diretório municipal da legenda. O professor tem se posicionado em direção oposta à do prefeito Álvaro Dias na discussão de temas como a revisão do Plano Diretor.


“Natal precisa crescer com sustentabilidade. A cidade é um ambiente onde todos convivem. Não podemos desmatar o que resta no nosso litoral”, comentou durante sua posse na presidência do diretório municipal da legenda, em agosto do ano passado.


O PSOL também já decidiu que terá candidatura própria à Prefeitura do Natal. De acordo com o deputado estadual Sandro Pimentel – nome mais cotado dentro da sigla para concorrer ao cargo –, o partido está “construindo o programa de governo coletivamente” antes de decidir o nome.


Sandro Pimentel agradece as menções ao seu nome, mas diz que, no momento, prefere focar no mandato de deputado estadual para o qual foi eleito. “Mas temos três nomes em plenas condições. Um desses desempenhará com brio e honra a candidatura”, disse ao Agora RN.


O partido Novo, que vai disputar em 2020 sua primeira eleição para a Prefeitura do Natal, escolheu o nome do advogado e empresário Fernando Pinto para a disputa. Diferentemente dos outros partidos, a decisão sobre a pré-candidatura foi precedida de um processo seletivo, no qual Fernando conseguiu aprovação.


Pelas redes sociais, Fernando Pinto tem divulgado algumas de suas ideias, antecipando o tom da campanha eleitoral. Ele tem defendido, seguindo a cartilha do partido Novo, a diminuição do aparelho estatal e a modernidade na gestão pública.


“Precisamos modernizar e desburocratizar o município para gerar um ambiente livre com oportunidades para todos. (…) Não podemos deixar que transformem a cidade mais linda do Brasil num ambiente hostil, que gradativamente tem a sua beleza dilapidada pela ineficiência dos gestores públicos e apatia da sociedade, que hoje está sem rumo e desorganizada”, escreveu, no mais recente post no Instagram.


O PSTU, que tem raízes no movimento sindical, também deverá ter candidatura própria à Prefeitura do Natal. Ao Agora RN, o partido informou que a disputa eleitoral começará a ser discutida internamente neste mês de janeiro, quando serão apresentadas as pré-candidaturas.


Entre os nomes cotados, estão o professor Dário Barbosa, a assistente social Rosália Fernandes, o enfermeiro Manoel Egídio e a professora Socorro Alves. Em 2016, Rosália Fernandes foi a candidata do partido – terminando a disputa em penúltimo lugar, com apenas 1.398 votos.


Outro nome cotado para a disputa é o do deputado estadual Coronel Azevedo, que foi eleito parlamentar pelo PSL, mas que depois trocou a legenda pelo PSC. Em entrevista recente à rádio Agora FM (97,9), o deputado não descartou a candidatura a prefeito. Segundo ele, concorrer à sucessão do prefeito Álvaro Dias “não é impossível”.


Além dele, existe a possibilidade de o grupo que comandava o PSL no Estado – prestes a migrarem para o Aliança pelo Brasil – apresentar uma candidatura própria à Prefeitura do Natal em 2020. O nome mais cotado é o do deputado federal General Girão.


Perguntado sobre o assunto, o parlamentar tem dito que pretende cumprir os quatro anos de mandato de deputado federal, mas não descarta concorrer à Prefeitura. “Não vou nem dizer nem que sim nem que não (sobre candidatura), mas pretendo continuar trabalhando como deputado federal”, afirmou, em recente entrevista à 97 FM.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.