BUSCAR
BUSCAR
Economia
Projeções da inflação para 2018 e 2020 vão na direção das metas
Presidente do BC destacou que no Brasil ocorreu um período de recessão de 2015 a 2016, marcado também por inflação elevada, um fato que não é comum
Ricardo Leopoldo - Agência Estado
07/04/2018 | 18:08

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou que agora a inflação voltou para a direção da meta, o que deve ocorrer de 2018 a 2020, depois ter alcançado 11% no final de 2015 e mesmo em setembro de 2016 ainda estava em 9%. “Para a população que não tem condições de poupar, a inflação é um imposto”, comentou Goldfajn.

Segundo ele, a redução da variação média dos índices de preços foi uma das condições principais para a recuperação do poder de compra da população, o que por sua vez elevou o consumo das famílias.

O presidente do BC destacou que no Brasil ocorreu um período de recessão de 2015 a 2016, marcado também por inflação elevada, um fato que não é comum. Segundo ele, este fato aconteceu devido a várias causas. “Algumas políticas tiveram excessos e ocorreu outros fenômenos não só econômicos”, apontou.

Na sua avaliação, a incerteza de expectativas de empresários, investidores e consumidores foi um elemento muito importante para aquela realidade. “Mas em 2016, a nova política econômica fez com que as expectativas para a inflação baixassem de 8% para 5% e depois para 4,5%”, destacou. Ele fez os comentários na Brazil Conference 2018 em Harvard e MIT.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.