BUSCAR
BUSCAR
Parceria
Prefeitura, Governo e empresários se unem para alavancar polo industrial de Macaíba
Reunião conjunta discutiu pavimentação de ruas do polo industrial e outros investimentos em infraestrutura e na segurança da localidade
Tiago Rebolo
22/09/2017 | 17:05

Polo que concentra quase 6 mil empregos na Região Metropolitana de Natal, o Distrito Industrial de Macaíba (DIM) deverá receber investimentos em sua infraestrutura nas próximas semanas. Entre as melhorias, estão a pavimentação das principais ruas do complexo e o incremento da segurança da região.

Esses e outros assuntos relativos ao DIM foram debatidos durante um encontro realizado na última sexta-feira, 22, que reuniu empresários e representantes da Prefeitura, da Câmara Municipal e da Polícia Militar.

No que diz respeito à infraestrutura do polo, os empresários comemoraram na ocasião o anúncio, por parte do Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER-RN), da pavimentação do acesso ao Distrito, que hoje é feito por vias mal estruturadas. “É uma obra que o Governo do Estado vai fazer por meio do DER, no valor de R$ 2,1 milhões. Os recursos estão garantidos”, comentou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Luizinho Gonzaga.

Com a obra, a expectativa dos empresários é que o Distrito Industrial possa ser alavancado. “É uma vitória. O pessoal está pleiteando isso há muitos anos. Atualmente, temos dificuldade no acessos dos caminhões, a logística é ruim e inviabiliza qualquer visitação comercial, por exemplo”, afirma o empresário Hélio Oliveira, presidente da Associação das Empresas do Polo Industrial de Macaíba (ASPIM).

Outro aspecto tratado durante a reunião, que contou com a presença do prefeito Fernando Cunha (PSD) e do presidente da Câmara, Gelson Lima (PSB), foi a questão da segurança. Na oportunidade, a ASPIM oficializou a entrega de duas viaturas reformadas à Polícia Militar, das quais uma será utilizada exclusivamente no patrulhamento do Distrito Industrial.

A manutenção dos carros, que estavam inutilizados, custou cerca de R$ 6 mil. “Recuperamos duas viaturas da PM para ajudar a combater a violência, que está crescente em Macaíba. Segurança é dever do Estado, mas estamos ajudando nesse momento em que a sociedade precisa”, ressaltou Hélio.

Para ampliar a segurança do local, também ficou acertada a instalação, ao menos nesta primeira etapa, de três câmeras de videomonitoramento. Neste caso, a parceria será entre todos os setores envolvidos. A ASPIM fornecerá os postes que servirão de base para a instalação das câmeras e a Prefeitura vai doar os equipamentos de vigilância, enquanto o Governo do Estado agregará as imagens ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp).

“É uma parceria público-privada. Estamos fornecendo os postes e a Prefeitura entrará com as câmeras, que serão instaladas nas ruas e próximo à BR-304. São três câmeras de alto alcance que vão compor com a segurança de Macaíba. A previsão de instalação é imediata”, conta o líder da ASPIM.

Os rumos da economia macaibense também foram pauta do encontro realizado no final da semana passada. Neste sentido, os participantes da reunião ouviram uma palestra organizada pelo escritório Costa Barros Advogados sobre as mudanças proporcionadas pela reforma trabalhista, que entrará em vigor em novembro.

“O encontro foi importante para conscientizarmos os empresários sobre o momento de crise que o Brasil está passando. Macaíba não é uma ilha e acaba sendo afetada. Mas buscamos que o município não fique como os demais, com salários atrasados, por exemplo. Esse centro industrial tem uma importância muito grande para Macaíba”, enfatiza o secretário Luizinho.

RESSURGIMENTO

Criada em 2001 para agregar empresários da região do Polo Industrial de Macaíba, a ASPIM estava desativada há alguns anos. Com os efeitos da crise econômica, houve a retomada.

“Nós percebemos que precisávamos nos juntar para vencermos as dificuldades. Quando a associação surgiu, tinha 50 associados. Estamos querendo retomar este número e, até o final do ano, queremos chegar ao número de 80, incluindo empresários do DIM e do Centro Industrial Avançado”, conta o atual presidente da entidade. Para incentivar a adesão de outros empreendedores, diversos convênios estão sendo firmados com o objetivo de garantir benefícios para os associados.

DISTRITO

Contando atualmente com 24 empresas, o Distrito Industrial de Macaíba tem faturamento estimado em R$ 230 milhões. Apenas de empregos diretos, são 2.600 trabalhadores. Dentre as principais empresas localizadas no DIM estão a Coca-Cola, Bokus, DVN Vidros e CandyPop.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.