BUSCAR
BUSCAR
Impacto
Petrobrás deve pesar na Bolsa, enquanto mercado acompanha greve
Esforço do presidente da companhia em reforçar que a medida é de caráter excepcional e não representa mudança na política não deve ser suficiente para acalmar os investidores
Estadão
24/05/2018 | 10:29

O efeito dominó da greve dos caminhoneiros, que entra nesta quinta-feira, 24, em seu quarto dia, começa a ter maior impacto na vida dos brasileiros e, pressionado, o governo intensifica as negociações nesta quinta-feira, 24. Na Bolsa, o efeito da redução de preços pela Petrobrás deve ser de grandes perdas para as ações da estatal. Antes da abertura do mercado, o tombo das papéis da estatal lá fora (ADRs) superava os 10% em Nova York.

O esforço do presidente da companhia, Pedro Parente, em reforçar que a medida é de caráter excepcional e não representa mudança na política de preços não deve ser suficiente para acalmar os investidores, que têm receio de ingerência política na empresa.

O dólar ante o real deve seguir volátil nesta quinta-feira, diante de incertezas quanto a moeda americana no exterior e de preocupações com os desdobramentos dos protestos de caminhoneiros para a Petrobrás e o impacto fiscal nas contas públicas. Às 9h23, o dólar à vista subia 0,61%, aos R$ 3,6460.

Lá fora, a moeda americana mostra sinais mistos – em baixa ante divisas principais e em alta frente moedas emergentes e ligadas a commodities -, após a ata do Fed (banco central americano) ter destacado que os recentes sinais de inflação mais forte nos EUA podem ser transitórios, causados por preços mais altos de saúde e dos serviços financeiros.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.