BUSCAR
BUSCAR
Novos tempos
Livrarias buscam alternativa para competirem com o mercado digital
Com disseminação dos livros digitais, livrarias físicas sofrem com a queda nas vendas e apostam em outros produtos para se manterem vivas
Redação
27/02/2018 | 14:40

Em Natal, as livrarias tentam driblar a concorrência dos meios digitais. Para Bira Marques, diretor da Livraria Câmara Cascudo, uma das alternativas encontradas foi agregar produtos rotineiramente usados pelos consumidores, como material de escritório, informática e até de limpeza. “Foi uma forma que encontramos para não sentir tanto a concorrência das mídias digitais”, explica Bira.

Com cerca de 70 mil itens em suas prateleiras, e apesar da queda na procura, a Câmara Cascudo encontrou uma forma de manter bons resultados na entressafra, quando o pico de vendas do início do ano letivo já passou e é preciso manter a máquina de vendas em funcionamento.

Dados de pesquisa da empresa pontam que, nos dias de hoje, o custo médio de um aluno de ensino fundamental II gira em torno de R$ 800. Mas sobe consideravelmente no Ensino Médio, quando a exigência curricular se acentua com vistas à preparação para o Ensino Superior.

Neste ponto, os materiais chegam a custar entre R$ 1,2 e R$ 1,9 mil, a depender do tipo de livro que as escolas exigem. Quando trabalham com exemplares cujos volumes são únicos, o custo se torna ainda maior. Hoje, essa necessidade de compra de material escolar é o que ainda segura as livrarias tradicionais no país, diz Bira.

“Assim como a maioria do comércio funciona em datas sazonais, as livrarias precisam de fórmulas criativas para se manter perto do público consumidor”, conclui o empresário.

 

 

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.