BUSCAR
BUSCAR
Covid-19
Vacina da China com Butantã começará a ser testada em humanos em 20 de julho
Início da testagem foi liberado na sexta-feira (3) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)
Estadão
06/07/2020 | 14:34

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (6), que o Instituto Butantã começará a fazer testes da vacina Coronavac em humanos a partir de 20 de julho. O início da testagem foi liberado na sexta-feira (3), pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A vacina foi criada por um laboratório chinês e é vista pelo diretor do Butantã, Dimas Covas, como “uma das mais promissoras” entre as testadas no mundo. Segundo ele, se os resultados forem positivos, o objetivo é começar a vacinação em “meados” de 2021.

O imunizante é produzido a partir de cepas inativadas do novo coronavírus. No Brasil, será testado nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná, além do Distrito Federal. Para verificar a eficiência, parte dos voluntários receberá um placebo. Ele será testado exclusivamente em 9 mil voluntários que trabalham na área de saúde, os quais poderão se inscrever a partir de 13 de julho pela internet.

O custo da testagem é estimado em R$ 85 milhões e prevê a transferência de tecnologia para que a vacina chinesa possa ser produzida no Brasil. Esta é a segunda vacina a receber autorização para testes no País. Em junho, o governo federal também anuncio a realização de ensaios clínicos deoutra vacina produzida na Universidade de Oxford, na Inglaterra.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.