BUSCAR
BUSCAR
Declaração
Voto impresso será derrotado na Câmara, diz Bolsonaro
“Barroso apavorou alguns parlamentares e tem parlamentar que deve coisa na Justiça, deve no Supremo”, disse o presidente
Poder360
09/08/2021 | 09:26

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira 9 que a proposta de voto impresso deverá ser rejeitada no Plenário da Câmara dos Deputados. Deu a declaração em entrevista à rádio Brado, da Bahia, conhecida por ser bolsonarista. O chefe do Executivo ainda afirmou que o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Luís Roberto Barroso, que também é ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), “apavorou” alguns parlamentares que, segundo ele, “deve alguma coisa na Justiça, no Supremo”.

“Vai ser derrotada a proposta. Porque o ministro [Luís Roberto] Barroso apavorou alguns parlamentares e tem parlamentar que deve alguma coisa na Justiça, deve no Supremo, né?”, disse.

Bolsonaro completou: “O Barroso apavorou. Foi para dentro do Parlamento fazer reuniões com lideranças praticamente exigindo que o Congresso não aprovasse o voto impresso”.

O chefe do Executivo chamou o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de mentiroso.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), anunciou na sexta-feira 6 que colocará a PEC (proposta de emenda à Constituição) do voto impresso para votação em plenário. Segundo Lira, a votação deve ocorrer na terça-feira 10 ou na quarta 11.

O texto foi rejeitado em comissão especial na quinta-feira 5. O Poder360 apurou que Lira pretende, com a votação em plenário, enterrar de uma vez a ideia de mudar a Constituição para criar um sistema de impressão de votos acoplado às urnas eletrônicas. Não há apoio suficiente à proposta entre os 513 deputados.

A derrota do projeto é quase certa. Em tese, isso deixaria Jair Bolsonaro sem argumentos para contestar a Justiça Eleitoral sobre o tema. Arthur Lira reúne-se nesta segunda-feira 9 às 12h com líderes de partidos para discutir o projeto.

Lira afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) irá respeitar o resultado do plenário, se os deputados decidirem rejeitar a PEC do voto impresso.

O presidente da Câmara disse que conversou com Bolsonaro. “Em uma ligação telefônica, o presidente Bolsonaro me garantiu que respeitaria o resultado do plenário. E eu confio na palavra do presidente da República ao presidente da Câmara”, afirmou à Rádio CBN.

O voto impresso tem sido motivo de tensão política nos últimos meses. O presidente Jair Bolsonaro disse que é possível não haver eleição em 2022 caso não haja cédulas físicas. Hoje são usadas urnas eletrônicas.

Houve reação, principalmente do presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luis Roberto Barroso. Bolsonaro já o chamou de “idiota” e “filho da puta“.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.