BUSCAR
BUSCAR
BBB da pandemia
Secretaria de Segurança foca no monitoramento eletrônico para combater violência e Covid
Imagens geradas pelo sistema de câmeras da Secretaria de Segurança são acompanhadas ininterruptamente, 24 horas, por uma equipe de escala diária de 60 agentes de segurança, composta por policiais civis e militares, bombeiros, servidores do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), policiais penais e guardas municipais de Natal
Anderson Barbosa
30/07/2020 | 23:32

O sistema de monitoramento eletrônico operado pela Secretaria Estadual da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) também tem ajudado a combater o novo coronavírus. Além de auxiliar o policiamento no enfrentamento da violência, o equipamento ganhou um novo foco: coibir a disseminação da Covid-19.

“Também é nosso dever ajudar a combater a pandemia. E, para isso, nada melhor que um sistema eficiente de monitoramento. Afinal, as câmeras são os olhos do agente de segurança”, destaca o tenente-coronel Carlos Macedo, diretor do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), que é responsável pelo recebimento de todas as chamadas telefônicas de emergência e também pelo equipamento que realiza o monitoramento eletrônico.

O Agora RN visitou a sala de comando do Ciosp. Ao todo, o sistema possui 160 câmeras de vídeo e 20 portais. As câmeras estão sendo equipadas para que também possam fazer o reconhecimento facial a partir de um banco de dados. Já os portais, dotados de tecnologia de ponta, são capazes de fazer a leitura de placas de carros e motos e, em tempo real, revelar se os veículos possuem queixa de roubo.

Ainda de acordo com Macedo, as câmeras e os painéis estão instalados em pontos estratégicos da capital potiguar e de cidades da Grande Natal. Em Natal, além das área urbana, o sistema também monitora toda a orla marítima, desde a praia de Ponta Negra até a Redinha, incluindo também os 2,7 quilômetros de extensão da ponte Newton Navarro.

As imagens geradas pelo sistema de câmeras são acompanhadas ininterruptamente, 24 horas, por uma equipe de escala diária de 60 agentes de segurança, composta por policiais civis e militares, bombeiros, servidores do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), policiais penais e guardas municipais de Natal.

O Ciosp recebe cerca de 6 mil ligações por dia. Já a média de acionamento das equipes de segurança pelo sistema de monitoramento de vídeo varia de 20 a 25 por dia — a maioria para apoio dos policiais que estão nas ruas, como em casos de perseguição, por exemplo.

Prisões

Pelo coronavírus, o trabalho de vigilância ainda tem sido educativo. Ninguém foi preso até o momento por descumprimento das regras de isolamento social. Já no combate à criminalidade, entre 30 e 40 pessoas vão parar atrás das grades todos os meses após flagrantes feitos pelas câmeras. O tráfico de drogas e os assaltos são maioria.

“As câmeras denunciam muito o consumo de drogas. Pelas câmeras vemos a ação de traficantes e as equipes da PM nas ruas são acionadas. E também temos as perseguições a assaltantes, que também são exitosas graças ao acompanhamento de toda a ação pelas câmeras, que ajudam a localizar os bandidos”, destacou o oficial.

“Alguns crimes de homicídio também tiveram os culpados presos graças ao sistema de vigilância, que ajudou a apontar a localização dos assassinos. Foi o caso de um guarda municipal que foi morto em Natal. O criminoso acabou preso logo em seguida. O sistema mostrou o bandido em fuga e conseguimos enviar uma equipe policial rapidamente ao local. E também houve um caso em Parnamirim, onde as câmeras mostraram um homem dentro de um banco em atitude suspeita. A viatura foi à agência e o homem acabou preso, pois ele estava tentando instalar um chupa-cabras em um dos caixas do banco”, acrescentou Macedo.

Convênio com a Guarda Municipal

O sistema de monitoramento eletrônico da Sesed foi implantado no início da gestão da governadora Fátima Bezerra. E como já estava em pleno funcionamento quando a pandemia do coronavírus chegou ao Rio Grande do Norte, não foi difícil adaptá-lo às novas necessidades. Uma delas é evitar aglomerações nas praias.

Para isso, a Secretaria de Segurança e a Prefeitura de Natal têm contado com o apoio da Guarda Municipal, que ganhou assento no Ciosp. O convênio foi firmado há duas semanas.

Ainda segundo Carlos Macedo, o monitoramento nas praias tem evitado aglomerações neste período de necessidade de isolamento social. “Quando percebemos que as pessoas se juntam para alguma prática esportiva, o que no momento não está sendo permitido, enviamos uma viatura ao local e orientamos as pessoas a encerrarem a atividade”, concluiu Macedo.

Segundo o secretário da Sesed, coronel Francisco Araújo Silva, a expectativa é que o sistema de monitoramento seja em breve implantado em outras cidades do Estado. “O objetivo é interiorizar o sistema e dar mais segurança para a população em todas as regiões”, destacou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.