BUSCAR
BUSCAR
Imunização
Vacinação contra Covid-19 pode começar em 11 de dezembro nos EUA
Plano é distribuir as vacinas a locais de imunização dentro de 24 horas após a aprovação -- o que pode ocorrer em 11 ou 12 de dezembro
CNN Brasil
22/11/2020 | 14:52

O chefe do programa de vacinas contra a Covid-19 dos Estados Unidos, Moncef Slaoui, disse à CNN que os americanos podem receber as primeiras vacinas contra a Covid-19 a partir de 11 de dezembro.

O responsável do governo pelo desenvolvimento de uma vacina condicionou o início da vacinação à aprovação da Pfizer por um comitê, que se reúne no dia 10 de dezembro.

Moncef Slaoui disse que, se aprovada a vacina, a imunização pode começar no dia seguinte. O plano é distribuir as vacinas a locais de imunização dentro de 24 horas após a aprovação — o que pode ocorrer em 11 ou 12 de dezembro.

Não haverá vacinas para todos inicialmente — os primeiros grupos a serem vacinados devem ser profissionais da saúde, idosos e pessoas com condições preexistentes.

Slaoui disse ainda que o nível de eficácia esperado da vacina é de 95%, e espera-se que 70% da população seja imunizada, o que pode levar à imunidade de rebanho no mês de maio de 2021. “Eu realmente espero ver que o nível de percepção negativa sobre a vacina caia, e a aceitação da população aumente. Isso será crítico para nos ajudar. A maioria das pessoas precisa ser imunizada antes que nós possamos voltar à normalidade”.

Moncef Slaoui disse à CNN ainda que ele espera que as crianças estarão aptas a receber a vacina por volta da metade do próximo ano.

Slaoui disse que, durante os testes, as crianças mais novas a receber a vacina tinham entre 12 e 14 anos de idade.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.