BUSCAR
BUSCAR
Desabafo
Styvenson diz que não é um “monstro” e pede desculpas por truculência: “Estou tentando melhorar”
Senador também avaliou que tem uma “relação estremecida” com a imprensa, atribuiu isso ao seu comportamento e disse que buscará reaproximação
Redação
05/03/2021 | 09:13

O senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) pediu desculpas nesta quinta-feira (4) por adotar comportamentos truculentos nas redes sociais. Em entrevista ao programa “Repórter 98”, da 98 FM, o parlamentar reconheceu que se excedeu em alguns episódios e afirmou que está “tentando melhorar” o trato com seus seguidores.

“Preciso pedir desculpas às pessoas por essa falta de habilidade. Nunca fui político. Vim de uma unidade militar. Como militar, tenho minhas características. É difícil tirar a característica, minha personalidade. Mas quem convive sabe que não sou essa truculência toda. Pelo contrário, eu invisto recurso público e peço autorização para cuidar de idosos, crianças, animais. Se eu fosse monstro, não estaria olhando para isso. Estaria com outra preocupação”, declarou.

CLIQUE AQUI e veja a entrevista.

Styvenson também avaliou que tem uma “relação estremecida” com a imprensa e atribuiu isso ao seu comportamento. Ele afirmou que tentará uma “reaproximação” com os jornalistas. “Sou explosivo. Busco essa melhoria. Agora eu tenho sangue. Não sou político que fica dando risada e apanhando”, destacou.

“Admito que passo do ponto, admito que perco… Não tenho pavio curto. Eu não tenho pavio. Não tenho muita paciência nas redes sociais de estar respondendo algumas perguntas. Eu sei que a pessoa entra para me afrontar. Ali é um fake, a pessoa faz a pergunta para querer aquela resposta. (…) Estou tentando melhorar”, completou o senador.

Desde que assumiu o mandato de senador, em 2019, Styvenson se envolveu em várias polêmicas. Na maioria delas, o caso ganhou repercussão pela agressividade do senador e pelo uso de palavras de baixo calão e xingamentos.

Em um dos casos que mais chamaram a atenção, o senador xingou um prefeito no interior do Rio Grande do Norte. Em um vídeo, disse para o gestor do município de Santo Antônio, no Agreste Potiguar, ir para a “p… que pariu”. Outra vez, chamou um seguidor de “anencéfalo”, “demente” e “comedor de capim”.

Em outros momentos, o senador também já expôs conversas privadas com autoridades, disse que cortaria a destinação de verbas parlamentares por discordar da transparência dos municípios e já teve áudios divulgados proferindo palavras ofensivas.

Ele também já provocou polêmicas com a própria família, ao constranger uma irmã que se inscreveu para receber o auxílio emergencial. E já disparou duras críticas à imprensa após ser criticado por algumas ações.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.