BUSCAR
BUSCAR
Polêmica
Ronaldo sobre episódio com travestis: “Só fiz mal a mim mesmo”
Em entrevista a Pedro Bial, ex-craque relembrou momentos da carreira e da vida pessoal e culpou álcool pelo caso
Metrópoles
21/05/2021 | 13:00

Em entrevista a Pedro Bial, Ronaldo Fenômeno abriu o jogo. O ex-craque de clubes como Barcelona, Real Madrid, Seleção Brasileira e Corinthians contou detalhes de episódios de sua carreira e da vida pessoal, como o caso da saída com travestis no Rio de Janeiro.

O ex-jogador deu detalhes do ocorrido. Em 2008, Ronaldo, que ainda era jogador do Milan, envolveu-se em uma polêmica ao ser acusado de não pagar o programa com prostitutas travestis na Barra da Tijuca. E o astro do futebol mundial culpou o álcool pelo caso.

“Isso já foi falado. É uma coisa que me incomoda, mas só fiz mal a mim mesmo. Eu precisava era da Tabata [sua atual terapeuta] naquele momento fazendo a minha terapia. Foi um momento muito difícil, com certeza ligado ao álcool. Foi um momento muito difícil para mim naquela época”, disse.

Ronaldo também lembrou de um episódio conturbado na carreira como jogador: as horas que antecederam a fatídica derrota de 3 x 0 para a França na final da Copa do Mundo de 1998. “Depois de muito tempo, eu continuo pensando que fiz a coisa certa: ter sido corajoso de querer jogar, mesmo sem saber o que poderia acontecer. Mas eu já estava garantido que não tinha nada de grave. Eu acho que era – e ainda sou – tão obcecado por futebol que eu não temo nada do que eu faço. Eu tenho muita coragem em enfrentar qualquer desafio, mas eu tenho muita compaixão por aquele menino de 17 anos”, finalizou. Ronaldo teve uma convulsão e mesmo assim participou do jogo.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.