BUSCAR
BUSCAR
Pandemia
RN registra mais de 1 mil confirmações de Covid-19 nesta quarta; casos se aproximam dos 100 mil
Com relação ao número de mortes, a Sesap registrou mais seis mortes nesta terça-feira. Deste total, apenas dois foram registrados nas últimas 24
Redação
09/12/2020 | 12:19

O Rio Grande do Norte registrou 1.010 casos confirmados nesta quarta-feira 9, segundo nova atualização do boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). Com o novo número, o total de potiguares infectados chega a 99.841 desde o início da pandemia.

Esta foi a segunda vez em dezembro que número de registros de contágios passa da casa 1 mil casos. Segundo dados da Sesap, no dia 2 de dezembro foram registrados 1.021 contágios.

Com os números desta terça-feira, a soma é de 4.181 pessoas infectadas pelo novo coronavírus ao longo do mês. O resultado é quatro vezes maior que no mesmo período de novembro, quando foram contabilizados 1.089 casos.

Com relação ao número de mortes, a Sesap registrou mais seis mortes nesta terça-feira. Deste total, apenas dois foram registrados nas últimas 24. Os demais casos são de óbitos de dias anteriores e que aguardavam o resultado laboratorial.

O número de mortes por Covid-19 em dezembro subiu para 52. Com o novo registro, o Rio Grande do Norte soma 2.753 mortes desde o início da pandemia.

A elevação dos óbitos foi analisada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) esta semana. O estudo “Como a aceleração dos casos e óbitos, para além da tendência, explica a dinâmica da Covid-19 no Brasil?”, publicado nesta terça-feira 8 alerta para a alta nos óbitos entre os potiguares. Com dados analisados até outubro deste ano, os pesquisadores apontam para o aumento na aceleração das mortes no Rio Grande do Norte, além de Alagoas, Piauí, Sergipe e Espírito Santo.

“Faz-se necessária atenção ao comportamento das curvas nas próximas semanas, pois essas em ascensão podem indicar uma nova explosão de óbitos”, recomendam os pesquisadores.

“Diante da incerteza da iminência da segunda onda e do tempo de imunidade conferido pela infecção prévia, é necessário estar atento ás curvas nas próximas semanas, para verificar se novamente a aceleração dos casos voltou a se comportar de forma semelhante ao início da pandemia”, recomenda a Fiocruz.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.