BUSCAR
BUSCAR
Vem aí
Programa Trilhas Potiguares planeja ações em Tibau do Sul
Trilhas divide as atividades para o município em dois eixos: Meio ambiente e Educação

28/05/2022 | 15:30

Para muitas pessoas, municípios que abrigam pontos turísticos, especialmente na região litorânea, são passageiros. Uma vez ou outra no ano, são visitados, apreciados, pulsam com energia de milhares de turistas. Mas como todo lugar que serve como lar, esses municípios precisam de cuidado e atenção especiais, em mais de um aspecto. Observando isso, o Programa Trilhas Potiguares visita Tibau do Sul, situado na faixa litorânea do Rio Grande do Norte, com o objetivo de contribuir com questões para além do turismo.

Tibau do Sul, município estimado em 14.440 habitantes, é conhecido por ser um dos principais balneários do estado, abrigando a Praia de Pipa. Apesar de sua importância como pólo indutor de turismo, alguns pontos provocam preocupação. Os golfinhos e tartarugas-de-pente, figurinhas carimbadas na região, sofrem com seus espaços ameaçados devido à atividade humana intensificada no local. Além disso, Tibau do Sul foi um dos últimos municípios a retomar atividades acadêmicas, ocasionando um aumento na taxa de evasão escolar. Pensando nisso, o Trilhas divide as atividades para o município em dois eixos: Meio ambiente e Educação.

Um dos coordenadores do projeto, Wallacy de Medeiros Rocha, conta que no âmbito do meio ambiente, as ações buscam atuar diretamente na conscientização sobre o tema e formação de guias mirins dentre os estudantes locais, especialmente designados com a tarefa de observar e identificar a má conduta em relação à preservação ambiental. Wallacy reforça a importância do envolvimento da comunidade e do projeto nesse aspecto. “Os golfinhos diminuíram em aproximadamente 50% na região. A atividade de barcos passou de um barco por vez por alguns minutos para, em média, 20 a 30 e a expectativa é de que em vinte anos os golfinhos desapareçam. Além disso, uma espécie única de tartarugas que só desova no local também começou a ser prejudicada e ter seus ninhos destruídos”, explica.

Além de Wallacy de Medeiros, o projeto é coordenado por Makarios Maia Barbosa, que atuará no eixo da educação principalmente com os professores locais, atualizando o Projeto Político Pedagógico (PPP) municipal. A equipe também conta, como não poderia deixar de ser, com a ação de 16 estudantes, advindos dos cursos de Biologia, Geologia, Turismo, Ecologia, Enfermagem, Serviço Social, Pedagogia, Artes Visuais, Teatro, Dança, Jornalismo e Audiovisual. Especialmente para o eixo de educação, será utilizada uma metodologia mais lúdica e dinâmica, com aspectos de interdisciplinaridade, buscando evitar momentos monótonos e desinteressantes.

As boas expectativas para o projeto excedem a própria equipe. Segundo Márcia Fernanda Lopes da Silva, diretora pedagógica da Secretaria de Educação de Tibau do Sul, o clima é de antecipação. “Já tínhamos ouvido falar da repercussão do projeto e acreditamos que nos ajudaria bastante em várias áreas. Nós estamos muito ansiosos para começar a fazer a divulgação das ações”, conta.

Para ela, as questões de evasão e dificuldade de aprendizagem enfrentadas durante e como consequência da pandemia são pontos que precisam de bastante atenção, assim como o levantamento de visibilidade para as tartarugas-de-pente, animais únicos e de importância imensurável para a região. “Queremos dar um foco para a valorização da nossa região, do nosso estado. Um ponto muito importante também é a questão do resgate da cultura local”, complementa Márcia.

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.