BUSCAR
BUSCAR
Culinária
Professores do IFRN lançam livro “A Cozinha Popular do Litoral Sul Potiguar”
Além de trazer 121 receitas típicas da região, entre pratos salgados, doces e bebidas, apresenta uma leitura afetuosa sobre os responsáveis e as responsáveis por essa cozinha
Redação
29/10/2020 | 12:52

Aratu no coco, beiju virado ou debaixo da farinha, calambica de batata doce ou jerimum, camarão ensopado, escaldado ou pirão de caranguejo, farinha de coco, goiamum cozido, tainha frita, tapioca com leite de coco. O que vem a sua mente quando lê esses nomes? Fome, vontade, lembrança, curiosidade? Todos eles são pratos tradicionais da Microrregião do Litoral Sul Potiguar. Com o objetivo de resgatar e valorizar a cultura da região, um grupo de seis professores do Campus Canguaretama do IFRN acaba de lançar o livro “A cozinha popular do Litoral Sul Potiguar”.

O livro foi lançado pela Editora IFPB. Além de trazer 121 receitas típicas da região, entre pratos salgados, doces e bebidas, apresenta uma leitura afetuosa sobre os responsáveis e as responsáveis por essa cozinha, marcada no paladar e na memória de turistas e moradores.

Organizado pelo professor Nilton Xavier, o livro foi escrito por ele e pelas professoras Ana Cristina Pereira, Anísia Galvão, Darlyne Fontes e Sandra Maria Campos. De abril de 2016 a junho de 2018, eles desenvolveram um projeto de pesquisa, vinculado ao próprio IFRN, que tinha como objetivo investigar as práticas culturais mais características da Cozinha Popular da microrregião do litoral sul potiguar.

Para isso, fizeram 23 visitas a estabelecimentos comerciais e casas dos municípios da região. As páginas são resultado de vivências dos pesquisadores junto aos cozinheiros e às cozinheiras dos municípios de Arez, Baía Formosa, Canguaretama, Espírito Santo, Goianinha, Montanhas, Pedro Velho, Senador Georgino Avelino, Tibau do Sul e Vila Flor. Baseado nas experiências gastronômicas e humanas vividas durante a pesquisa, o livro foca em áreas variadas do conhecimento como Arte, Antropologia, História, Zootecnia, Agronomia e Turismo.

A pesquisa apontou que espaços como eventos gastronômicos, mercados, bares, restaurantes e lanchonetes podem ser valorizados pelo poder público a fim de se tornarem atrativos turísticos e, assim, contribuírem mais efetivamente com o desenvolvimento econômico e sociocultural da região. Foram identificados também indícios de escassez alimentar, promovida pelo modelo agrícola da monocultura. Em contraponto a isso, a agricultura familiar foi vista como via para garantir a diversidade de alimentos nas mesas.

“Em conformidade com o olhar de cada pesquisador, visibilizamos as relações entre a alimentação e outras dimensões da vida dos habitantes dessa região do Rio Grande do Norte, atestando que a comida ultrapassa consideravelmente sua função nutricional”, explicou o organizador, professor Nilton Xavier.

Outro ponto que merece destaque é o protagonismo feminino verificado durante as visitas da pesquisa. “Procuramos ressaltar o protagonismo feminino, a complexidade dos conhecimentos estimados como “banais” e “cotidianos” implícitos no cotidiano e também nos afetos expressados na cozinha, elementos incontestes das técnicas de preparação e das tradições alimentares eleitas”, frisou o organizador.

O livro se divide em seis capítulos: “As mulheres da Cozinha Popular”, por Ana Cristina Pereira Lima; “A agricultura familiar e a cozinha do litoral sul potiguar”, por Anisia Karla de Lima Galvão; “Alimentação e turismo: uma relação, muitas facetas”, por Darlyne Fontes Virginio; “A dimensão dos afetos na Cozinha Popular”, por Nilton Xavier; “A importância da segurança alimentar para a perpetuidade da cozinha regional”, por Sandra Maria Campos Alves, e “Singularidades socioculturais da culinária local”, por todos os autores.

Acesse.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.