BUSCAR
BUSCAR
Universidades

Professores de pelo menos 25 universidades decidiram pelo fim da greve

Interrupção da paralisação não significa o retorno imediato às aulas
Agência Brasil
21/06/2024 | 21:34

Professores de pelo menos 25 universidades federais já decidiram pelo fim da greve iniciada em meados de abril, segundo apuração da Agência Brasil. 

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) decidiu nesta quinta-feira 20 encerrar a greve da categoria, que havia sido iniciada em 22 de abril. A decisão de retorno ao trabalho, após 59 dias de mobilização, aconteceu após plebiscito realizado no site do Adurn-Sindicato. 

A UFRN decidiu nesta quinta-feira 20 encerrar a greve da categoria / Foto: José Aldenir/AGORA RN
A UFRN decidiu nesta quinta-feira 20 encerrar a greve da categoria / Foto: José Aldenir/AGORA RN

O prazo para que os docentes façam assembleias em suas universidades para analisar as propostas do governo e decidir sobre o retorno às aulas termina hoje 21. A consulta nas 55 universidades foi determinada pelo comando nacional da greve dos professores universitários, ligado ao Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes).

A interrupção da greve, no entanto, não significa o retorno imediato às aulas e outras atividades acadêmicas. Cada universidade tem autonomia administrativa para reestabelecer seu calendário para finalização do 1º semestre letivo de 2024 e para o início do 2º semestre letivo de 2024. Os professores da Universidade de Brasília (UnB), por exemplo, anunciaram que retornam às aulas na próxima quarta-feira (26).

Durante o final de semana, o comando nacional de greve vai tabular as respostas das seções sindicais, secretarias regionais e dos comandos locais de greve sobre a continuidade ou término do movimento paredista. Também vai analisar o encaminhamento de retorno das atividades e início da reposição, se na próxima semana ou se apenas no início de julho.

O retorno das aulas também depende do trabalho prestado pelo pessoal técnico e administrativo que, entre outras atividades, é responsável por processar os novos calendários acadêmicos e efetuar eventuais trancamentos de matrícula nos departamentos universitários.

A Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra) também está analisando os resultados da rodada de assembleias das entidades de base ocorridas ao longo desta semana.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
CNJ pede explicações a juízas sobre decisões que negaram aborto legal
Magistradas são do Tribunal de Justiça de Goiás
12/07/2024 às 19:52
Técnica de enfermagem é condenada a 51 anos de prisão por tentar matar recém-nascidos
Vanessa Pedroso Cordeiro aplicou sedativos em 11 bebês de hospital no Rio Grande do Sul em 2009
12/07/2024 às 17:40
STF mantém prisão de cinco investigados no caso “Abin Paralela”
Operação foi deflagrada nesta quinta-feira
12/07/2024 às 16:59
Operadoras de jogos online deverão prevenir lavagem de dinheiro
Medida foi publicada nesta sexta no Diário Oficial
12/07/2024 às 13:25
Carolina Zingler transforma a dor em dança no seu novo single
Transformando o Céu antecipa o próximo disco da artista criadora da Esquina do Jazz, que vive entre Brasil e Portugal
12/07/2024 às 12:01
Incêndio em balsa na Ilha do Marajó deixa uma pessoa desaparecida; veja o vídeo
Ainda não há detalhes sobre o que teria causado o incêndio
12/07/2024 às 11:45
Mudanças climáticas já interferem em secas e cheias na Amazônia
Alerta é de pesquisador do Inpe em evento na SBPC
12/07/2024 às 10:08
Câmara aprova projeto do hidrogênio verde com R$ 18 bi em incentivos
Agora a proposta, de relatoria do deputado Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), vai para a sanção do presidente Lula (PT)
12/07/2024 às 08:33
Inclusão de carnes na cesta básica é “vitória” de Lula, diz Fernando Haddad
O ministro da Fazenda ainda destacou que a inclusão das carnes na cesta básica também contou com o apoio de partidos de oposição, como o PL, do ex-presidente Jair Bolsonaro
12/07/2024 às 07:27
Câmara aprova PEC da Anistia, que livra partidos de multas de até R$ 23 bilhões
Pelo texto que acabou sendo votado, os partidos aplicarão apenas 30% dos recursos nas candidaturas de negros
12/07/2024 às 07:22