BUSCAR
BUSCAR
Saúde
Ministério da Saúde assina contrato para compra de 20 mi de doses da Covaxin
Acordo prevê entrega de imunizantes de forma escalonada entre os meses de março a maio
CNN
26/02/2021 | 12:02

O Ministério da Saúde assinou, na tarde desta quinta-feira 25, contrato para compra de 20 milhões de doses da vacina Covaxin junto à Precisa Medicamentos/ Bharat Biotech, representante do laboratório indiano no Brasil. A vacina da Covaxin ainda não foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O acordo prevê entrega de imunizantes de forma escalonada entre os meses de março e maio.

O investimento total foi de R$ 1,614 bilhão na compra da vacina produzida na Índia. A aquisição permitirá ampliar ainda mais a estratégia de vacinação dos brasileiros contra a Covid-19.

Na semana passada, para agilizar o processo de compra de novas doses de vacinas, o Ministério da Saúde publicou portarias dispensando uso de licitação para a compra dos imunizantes. A iniciativa, amparada pela medida provisória 1.026/2021, é uma exigência.

De acordo com o Ministério da Saúde, as primeiras 8 milhões de doses do imunizante devem começar a chegar no mês de março, em dois lotes de 4 milhões a serem entregues entre 20 e 30 dias após a assinatura do contrato.

Em abril, o governo federal espera receber outras 8 milhões de doses de imunizantes importados da Índia, no prazo de 45 e 60 dias após oficialização da compra. Em maio, é esperado o último lote de doses, com 4 milhões de unidades.

Distribuição

Março: 8 milhões, sendo 4 milhões + 4 milhões de doses entregues entre 20 e 30 dias após a assinatura do contrato.

Abril: 8 milhões, com 4 milhões + 4 milhões de doses entregues entre 45 e 60 dias após a assinatura do contrato.

Maio: 4 milhões entregues 70 dias após a assinatura do contrato.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.