BUSCAR
BUSCAR
Negócio com a vida
Lucro com a desgraça alheia: voluntário de ONG que distribuía oxigênio no Amazonas é preso acusado de desviar cilindros em meio a crise
João, que se apresentava como policial, na verdade, desviava os cilindros para revender a preços superfaturados
Fantástico – Globo
05/04/2021 | 09:16

Em janeiro, com o avanço da pandemia de Covid-19, o estado do Amazonas enfrentou um colapso sanitário. Pessoas morreram à esperta de um leito de UTI e o estoque de cilindros de oxigênio não acompanhou a demanda.

Logo, o país inteiro se mobilizou para ajudar e o estado começou a receber cilindros de oxigênio. Foi nesta época, no meio deste cenário de tristeza, dor e desespero, que João Victor Araújo da Silva se tornou voluntário de uma ONG que transportava cilindros doados para hospitais de todo o estado do Amazonas.

João, que se apresentava como policial, na verdade, desviava os cilindros para revender a preços superfaturados. De acordo com os policiais, o acusado pode ter desviados mais de 60 cilindros de oxigênio.

Lucro com a desgraça alheia: voluntário de ong que distribuía oxigênio no amazonas é preso acusado de desviar cilindros em meio a crise
João Victor Araújo da Silva piscando o olho em foto – Foto: Reprodução

“Ele se infiltrou numa organização sem fins lucrativos que distribui oxigênio às pessoas que mais precisavam nas estruturas hospitalares e lá de dentro começou a desviar oxigênio e revender a preços superfaturados, lucrando com a desgraça dos outros”, explica a delegada Emília Ferraz.

Os cilindros chegavam até Manaus de avião ou de barco, e a ONG recebia e encaminhava o oxigênio para os hospitais. Segundo a investigações, o acusado sempre oferecia ajuda para fazer o transporte dos cilindros recarregados aos hospitais.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.