BUSCAR
BUSCAR
Hotelaria

Juiz do RJ decide que grupo potiguar A. Gaspar é legítimo comprador do Hotel Tambaú

Grupo potiguar A. Gaspar arrematou hotel, que fica em João Pessoa, por R$ 40,6 milhões em leilão realizado no último dia 4. Decisão encerra a tentativa do advogado e radialista paraibano, Rui Galdino, de comprar o prédio. Juiz, no entanto, quer esclarecimento sobre a forma de pagamento e solicitou informações ao licitante. Prazo é de 48 horas
Redação
24/02/2021 | 03:01

O juiz de Direito da 4ª Vara Empresarial da Comarca do Rio de Janeiro, Paulo Assed Estefan, decidiu, por meio de despacho, nesta terça-feira 23, que o grupo potiguar A. Gaspar foi o vencedor do leilão do Hotel Tambaú, que fica na Paraíba. O certame foi realizado no dia 4 de fevereiro deste ano no Auditório de Leilões do Sindicato dos Leiloeiros do Rio de Janeiro. No despacho, o juiz, entretanto, solicita que o licitante, AG Hoteis e Turismo SA, esclareça apenas as condições de pagamento da oferta vencedora em 48 horas.

O juiz quer esclarecimento sobre a forma de pagamento lançada pelo A. Gaspar, se foi à vista, como informado no site do leiloeiro De Paula Leilões, ou parcelado, como foi informado pelo grupo que, inclusive, já fez o pagamento do valor da entrada, referente a 10% do total do lance vencedor, há duas semanas.

Juiz do rj decide que grupo potiguar a. gaspar é legítimo comprador do hotel tambaú
Hotel Tambaú, em João Pessoa, fica em um dos principais bairros da capital paraibana - Foto: Reprodução

“Esse é o resultado do leilão quando levados em consideração os valores absolutos apresentados pelos pretendentes. Contudo, a tela do sistema eletrônico de leilões mostra o lance maior como de pagamento à vista, enquanto a documentação apresentada e o depósito do ´sinal´ indicam o parcelamento. Assim, é preciso que o licitante AG Hoteis e Turismo SA esclareça, em 48 horas, as condições de pagamento de sua oferta, até para que se tenha o parâmetro do maior interesse da massa”.

A decisão encerra a tentativa do advogado e radialista paraibano, Rui Galdino, de comprar o hotel, instalado na praia de Tambaú, em João Pessoa (PB). Após o encerramento do leilão, Galdino alegou que não teve mecanismo de fazer um lance maior do que o oferecido pelo grupo A. Gaspar, de R$ 40,6 milhões – feito de forma presencial. O advogado alegou que o sistema foi travado para evitar um novo lance e ingressou com uma ação na Justiça.

O juiz, em seu despacho, fez diversas considerações sobre o processo do leilão do Hotel Tambaú não apenas no dia de seu desfecho, como também historiou toda a dinâmica, inclusive, citando o lance do grupo potiguar na segunda praça e a desistência, em novembro de 2020, assim como o arremate de Galdino, nesse mesmo leilão, e que, posteriormente, alegou não ter o dinheiro para fazer o pagamento, na época, R$ 40 milhões, e que resultou na terceira tentativa de vender o equipamento.

Segundo o juiz, “a lógica do leilão híbrido reclama a dinâmica sustentada pelo leiloeiro, qual seja, um horário para que ele entre em ação justamente para concretizar a venda, instando os licitantes a apresentarem as últimas ofertas. É o que se chama de ´início do fim´. Aliás, não era mesmo de esperar que o lançador presencial estivesse no salão de eventos durante todo o tempo, mas sim que se apresentasse no ápice do concurso”, apontou.

Ainda de acordo com o juiz, “vale dizer: o leilão eletrônico fica com o sistema disponível para lances pela internet durante alguns dias, até que, no horário previsto para o término dessa fase, inicia-se sua finalização como explicado pelo vendedor. Ademais, com efeito, como bem afirmado pelo AJ, não parece crível que em um volume de negócio como o comentado aqui, um dos licitantes (no caso, o requerente) simplesmente abandone o palco de acontecimentos sem ver a declaração final de vencedor”.

“A verdade é que merece prestígio a conduta do Leiloeiro, cuja atuação foi seguida de perto pelo Ministério Público, tendo este verificado a legalidade do certame e feito o acompanhamento até seu verdadeiro final. Há nos autos o último parecer ministerial atestando tudo isso”.

Professores decidem manter greve nas UFs após nova negociação
A paralisação já dura dois meses e alcança 61 instituições
15/06/2024 às 09:44
Lula defende taxação dos super-ricos e combate à fome na OIT
Presidente participa na Suíça de evento sobre Justiça Social
13/06/2024 às 15:53
Lulu Santos é internado em hospital após passar mal e shows são cancelados
Cantor foi internado e ficará em observação por dois dias
08/06/2024 às 18:13
STF marca para dia 12 julgamento sobre correção do FGTS
Discussão foi interrompida em novembro do ano passado
03/06/2024 às 12:14
Governo Central tem superávit primário de R$ 11,1 bilhões em abril
Resultado fica abaixo da expectativa de especialistas
28/05/2024 às 14:46
IBGE: calamidade prejudica coleta de preços para cálculo da inflação
Instituto precisou imputar preços de hortaliças e verduras
28/05/2024 às 12:12
Renegociação do Desenrola Fies termina na próxima sexta-feira
Até o dia 15, haviam sido renegociados mais de R$ 12,92 bilhões
27/05/2024 às 16:07
Nível do Guaíba em Porto Alegre volta a ficar abaixo dos 4 metros
Defesa Civil municipal alerta para risco de mais chuvas
27/05/2024 às 15:23
Auxílio Reconstrução: famílias devem confirmar dados a partir de hoje
Até o momento, estão contemplados com o auxílio 369 municípios gaúchos
27/05/2024 às 13:27
Magda Chambriard toma posse como presidente da Petrobras
Ela assumiu logo após ser eleita pelo Conselho de Administração
24/05/2024 às 12:12