BUSCAR
BUSCAR
Recorde
Já que é pra tombar: Karol Conká sai com 99,17% dos votos no BBB21
A marca de maior rejeição do reality — na versão brasileira — tinha sido redefinida ainda na edição deste ano, pelo comediante Nego Di ao ser votado por 98,76% dos internautas
Correio Braziliense
24/02/2021 | 07:37

É o fim. A saga Brasil X Karol Conká se encerrou na noite desta terça-feira (23) com a eliminação da artista da casa do Big Brother Brasil 21. Por indicação da líder (e brasiliense) Sarah, Karol deixa a casa quebrando um recorde de rejeição: 99,17%. Antes da eliminação anunciada, Karol disse que se sentia “confiante”.

A marca de maior rejeição do reality — na versão brasileira — tinha sido redefinida ainda na edição deste ano, pelo comediante Nego Di ao ser votado por 98,76% dos internautas. Com 99,17%, Karol tomou o trono do ex-colega de reality.

Histórico

Talvez uma das que mais causaram na casa, Karol ganhou a alcunha do grande público como a “vilã” da edição ainda nos primeiros dias do reality. Ao lado de um grupo “principal” (com Projota, Nego Di e Lumena), a artista se opôs, principalmente, ao ex-participante Lucas Penteado.

Apontada por internautas de ter uma “postura abusiva”, Karol foi criticada pela forma como tratou Lucas, como “conquistou” Arcrebiano e ainda brigou com participantes da casa em outras ocasiões. O resultado foi um “cancelamento” quase imediato.

A cantora perdeu trabalhos na televisão, na música e em participações em festivais. A ação chegou ao ponto de afetar os familiares de Karol. O filho da artista foi a público pedir empatia. Recentemente, alguns artistas inclusive foram a público pedir apoio para que Conká possa seguir uma carreira no pós-BBB.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.