BUSCAR
BUSCAR
Televisão
Desempregada, Regina Duarte diz que aceitaria trabalhar em novelas da Record
Em fevereiro de 2020, Regina Duarte encerrou o contrato pela Globo após 50 anos de trabalhos para assumir cargo no governo Bolsonaro
Diário do Nordeste
17/07/2021 | 11:12

Conhecida por personagens que marcaram gerações, Regina Duarte afirmou que deseja voltar a atuar na televisão. E citou a possibilidade de voltar pela RecordTV. A atriz deixou de lado mais de 50 anos de sucesso para assumir o posto de secretária especial da Cultura do Governo Bolsonaro. Agora, meses após deixar o cargo, ela parece sonhar em voltar às telinhas.

Em vídeo publicado nas redes sociais, respondendo pergunta de um seguidor, Regina afirma que adoraria trabalhar nas novelas da Record, inclusive nas que abordam a temática religiosa.

“Claro que sim, por que não? Eu adoro as novelas da Record, acho que já têm uma qualidade consistente. Adoro as bíblicas, acho que novela bíblica é tudo, estou encantada com elas”

Fim do contrato com a TV Globo

Em fevereiro de 2020, Regina Duarte encerrou o contrato pela TV Globo após 50 anos de trabalhos consagrados na televisão brasileira. Um mês depois, oficializou a posse na Secretaria Especial da Cultura.

A Rede Globo concedeu o encerramento da relação contratual em comum acordo. Nas redes sociais, a atriz escreveu um texto de agradecimento à emissora, reafirmando os laços com a empresa que apostou no seu trabalho.

“Deixar a TV Globo é como deixar a casa paterna. Aqui recebi carinho, ensinamentos e tive a oportunidade de interpretar personagens extraordinárias, reveladoras do DNA da mulher brasileira. Por mais de cinquenta anos sinto que pude viver, com a grande maioria do povo brasileiro, um caso de amor que, agora sei, é para sempre. E não existem palavras para expressar o tamanho da minha gratidão”, escreveu Regina.

Secretária Especial da Cultura

Regina foi convidada a ser secretária especial da Cultura pelo presidente Jair Bolsonaro, logo após a exoneração de Roberto Alvim, demitido por repercussão negativa de um vídeo em que parafraseava discurso do nazista Joseph Goebbels.

A posse da atriz aconteceu no dia 4 de março, no Palácio do Planalto, em Brasília.

A atriz deixou o posto após uma gestão cercada por polêmicas. Em uma delas, foi processada por apologia à tortura pela filha do diplomata, editor e jornalista José Jobim, torturado e morto pelas forças do governo militar, em 1979.

Durante uma entrevista, concedida em 7 de maio à CNN, ela falou: “Bom, mas sempre houve tortura, sempre houve… Meu deus, Stalin, quantas mortes? Hitler, quantas mortes? Se a gente for trazendo mortes, arrastando esse cemitério… Desculpe, mas não, não quero arrastar um cemitério de mortos nas minhas costas. Eu não desejo isso para ninguém. Eu sou leve, sabe? Eu estou viva, estamos vivos, vamos ficar vivos. Por que olhar para trás? Não vive quem fica arrastando cordéis de caixões”, afirmou a atriz.

Além disso, a atriz teve que pedir desculpas à memória de Marisa Letícia, ex-esposa do ex-presidente Lula, após ter sido condenada por ter compartilhado a fake news de que a esposa do ex-presidente Lula tinha R$ 256 milhões na conta. Na verdade, o saldo apresentava R$ 26 mil.

“Nunca foi minha intenção divulgar uma inverdade ou propagar fake news. Infelizmente, neste caso, fui induzida ao erro e quero por isso estender, pelo sucedido, um sincero pedido de desculpas à memória de D. Marisa Letícia e a sua família”, escreveu Regina Duarte nas redes sociais.

Exoneração

Em maio de 2020, a atriz deixou o cargo no governo Bolsonaro, anunciado pelo próprio presidente em uma rede social.

“Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias”, disse Bolsonaro.

Regina Duarte assumiu a Cinemateca Brasileira, em São Paulo, instituição responsável pela preservação das produções audiovisuais brasileiras. O órgão é vinculado à Secretaria da Cultura.

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.