BUSCAR
BUSCAR
Polêmica
Caso MC Kevin: “Não era 1ª vez que a gente fazia isso”, diz VK sobre Bianca Dominguez
Ao Domingo Espetacular, funkeiro afirmou que ele e Kevin já eram acostumados a contratar garotas de programa
Metrópoles
24/05/2021 | 07:49

Victor Elias Fontenelle, mais conhecido como MC VK, amigo do funkeiro MC Kevin, afirmou que o encontro com Bianca Dominguez não foi a primeira vez em que os amigos contrataram um serviço do gênero. Ao Domingo Espetacular, o MC afirmou que, em sua amizade de sete anos com Kevin, eles já haviam contratado outras garotas de programa, mas não especificou se Kevin estaria em relacionamentos sérios nas ocasiões.

“São sete anos de amizade, não era a primeira vez que estávamos fazendo isso. O Kevin sabia [como era]”, relatou VK, que afirmou ter dito ao amigo sobre uma mensagem que recebeu, onde Deolane Bezerra, esposa do funkeiro, estaria procurando por ele.

Segundo o funkeiro, ele não prestou atenção na reação de Bianca Dominguez quando viu que o amigo havia caído da sacada do quinto andar de um hotel no Rio de Janeiro: “Eu não olhei pra reação da Bianca, nem dei importância para ela. Eu saí correndo na hora [que o Kevin cai], desesperado. Uma cena de terror”.

Já Bianca Dominguez reafirma, ao jornalista Roberto Cabrini, que conheceu o funkeiro na praia, e que aceitou ir ao hotel se fosse paga pelo encontro. Ela também confirmou a versão de que Jonathas Cruz e MC VK teriam assustado Kevin ao garantir que Deolane estaria procurando pelo cantor.

“O Jonathas apareceu novamente. E aí ele falou: ‘Moiô, moiô, moiô! Sai fora que moiô!’ Eu já fiquei meio assim, né, assustada. Aí o Victor falou para o Kevin: ‘Sai fora, sai fora que moiô’. O Kevin levantou, foi em direção à varanda, que era bem próxima”, conta.

No relato, ela lembra: “Eu cheguei até a parte do trilho, assim, com a divisão da sacada. Eu não cheguei a ir mesmo na sacada. Ele estava assim encostado, não teve indício que ele iria fazer o que aconteceu.”

“Eu acredito que a brincadeira de mau gosto resultou nisso. Porque não tinha ninguém ali, e eles falaram que estava vindo gente, iria moiar, moiar, moiar”, conclui Bianca.

Laudo

O laudo de perícia feito pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) no hotel em que MC Kevin morreu, no último domingo 16, concluiu que a morte do funkeiro foi acidental. O documento, assinado pelo perito Luiz Alberto Moreira Coelho e obtido com exclusividade pelo jornal O Globo, aponta que não havia indícios de “briga” ou “ações violentas” na suíte.

Kevin estava no local com o amigo MC VK e Bianca Domingues. O resultado da prova técnica poderá corroborar a versão apresentada pelas duas testemunhas, que alegam que o funkeiro estaria na sacada com Bianca quando tentou passar para o andar de baixo e acabou se desequilibrando.

No laudo de necropsia, o Instituto Médico Legal (IML) aponta que corpo do rapaz sofreu 13 fraturas, do nariz, maxilar, mandíbula e costelas, além de hemorragia na cabeça, perfuração no pulmão e rompimento do fígado. A causa da morte é descrita como traumatismo crânio encefálico.

O inquérito que apura o caso está sendo conduzido pela 16ª Delegacia de Polícia da Barra da Tijuca.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.