BUSCAR
BUSCAR
Crime
Cachorro é morto a tiros de chumbinho em Minas Gerais, e moradores pedem Justiça
Deputado federal Fred Costa, autor do projeto que resultou na lei Sansão, afirma que sua equipe esteve com protetores e com o delegado para tomar providências. Em seu perfil, pediu ajuda para localizar o criminoso
Redação/Folha
10/10/2020 | 16:55

Nesta quarta-feira, 7, um cachorro foi assassinado a tiros de chumbinho em Ouro Branco, Minas Gerais. Dalmo era um cachorro comunitário, carinhoso, dócil, castrado, tinha caminha e vivia sob cuidados de moradores, segundo a ONG Recanto dos Animais. O agressor fugiu após o crime. As informações são da Folha.

O crime ocorreu no bairro Siderurgia, e provocou reações. Moradores da cidade fizeram um ato para pedir Justiça.

“Com a lei Sansão em vigor, queremos Justiça pelo Dalmo! Que esse assassino de animais responda por seu crime”, escreveu a ONG em rede social.

https://www.instagram.com/p/CGC41dun-Cn/

O deputado federal Fred Costa, autor do projeto que resultou na lei Sansão, afirma que sua equipe esteve com protetores e com o delegado para tomar providências. Em seu perfil, pediu ajuda para localizar o criminoso.

O deputado estadual Noraldino Junior também que cobrará respostas para o caso. “Enviando ofícios às autoridades da cidade pedindo justiça pelo Dalmo e respeito aos tantos animais que sofrem diariamente por maus-tratos”, escreveu.

Lei Sansão

A chamada lei Sansão modifica a Lei de Crimes Ambientais e endurece a prevê para crimes contra cães e gatos.

O agressor, se condenado, agora pode pegar de dois a cinco anos de reclusão, além de multa. Antes, a punição prevista era de três meses a um ano de detenção —e o agressor tinha a pena normalmente revertida em alternativa, como prestação de serviços.

*Com informações da Folha

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.