BUSCAR
BUSCAR
Agora RN checou
Boulos acusa Girão de não ter projetos na Câmara. É verdade?
De acordo com Portal da Transparência da Casa, General Girão propôs até agora onze projetos de lei, sendo três individualmente e oito em conjunto
Redação
08/06/2020 | 05:00

O ativista Guilherme Boulos, principal líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), criticou a atuação parlamentar do deputado federal General Girão (PSL-RN). Durante um debate na “CNN Brasil” sobre o atual cenário político, Boulos condenou o parlamentar potiguar por, supostamente, não ter apresentado nenhum projeto de lei até agora na Câmara dos Deputados.

A fala de Boulos aconteceu depois que Girão, irritado com o tom do debate, fez uma provocação ao ativista. O deputado potiguar, que é general da reserva do Exército e que também já foi secretário de Segurança Pública no Rio Grande do Norte, disse que tinha “curriculum vitae”, diferentemente do seu debatedor – que teria o histórico, segundo Girão, de praticar atos violentos pelo País afora.

“É melhor o senhor procurar medir suas palavras. O senhor está acusando pessoas que não cometeram crimes. O que eles fizeram foi mostrar o que está acontecendo, sem subterfúgios”, disse Girão, em referência a aliados do presidente Jair Bolsonaro que são alvos do inquérito das fake news, que tramita no Supremo Tribunal Federal. Boulos criticou o grupo, apontando que há indícios da existência de um suposto esquema criminoso para disseminar notícias falsas.

“Algumas pessoas como nós temos ‘curriculum vitae’. Talvez esse espaço não seja muito do conhecimento”, complementou Girão.

Boulos rebateu: “Eu sou professor, formado em Filosofia com mestrado na área de Psiquiatria. Também sou professor de Psicanálise, ativista do movimento social da luta por moradia digna há vinte anos, com muito orgulho, do lado certo da história. Tenho muita tranquilidade de falar sobre isso”.

“Eu não sei se o deputado Girão, que até onde eu vi está há um ano e meio no Parlamento e não apresentou um projeto de lei, recebendo R$ 33 mil de salário de deputado, pode dizer a mesma coisa do seu currículo parlamentar”, complementou o ativista, que foi candidato à Presidência da República em 2018 pelo PSOL.

Procede?

Apesar das críticas de Boulos, não é verdade que o deputado do Rio Grande do Norte não tem projetos de lei apresentados na Câmara. De acordo com o Portal da Transparência da Casa, General Girão propôs até agora onze projetos de lei, sendo três individualmente e oito em conjunto com outros deputados. Nenhum deles chegou a ser aprovado no plenário.

Dos três projetos individuais, dois foram apresentados em 2019, primeiro ano de mandato, e um foi protocolado este ano. Eles tratam sobre mudanças na distribuição dos recursos do Salário-Educação; sobre alterações nas regras para desfiliação partidária e criação de estatuto partidário; e sobre aumento de pena para delitos cometidos por organizações criminosas.

Além disso, houve outras 49 proposições, a maioria requerimentos, e outros oito projetos relatados. Em um ano e meio de mandato, General Girão só teve uma falta não justificada.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.