BUSCAR
BUSCAR
Desabafo
Ator da Globo, Marcelo Serrado se arrepende de apoio a Sergio Moro e posta foto com Haddad
O intérprete de Crô da novela Fina Estampa (2011) contou que tentou ajudar a eleger o candidato do PT na eleição contra Jair Bolsonaro (sem partido) --que venceu a disputa
Redação
25/03/2021 | 13:01

Marcelo Serrado se mostrou arrependido de apoiar o ex-juiz Sergio Moro, julgado parcial ao condenar ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva , e ainda postou uma foto com Fernando Haddad, candidato do PT nas Eleições de 2018. “Com ódio não vamos vencer! Poderíamos ter um professor [na presidência]”, lamentou o ator.

Na madrugada desta quinta-feira 25, Serrado compartilhou no Twitter uma montagem em que aparece abraçado a Haddad em uma foto, à esquerda, e um registro dele no “Morobloco”, manifestação de 2016 de apoio ao então juiz responsável pelo julgamento de Lula em investigações da Lava-Jato.

O intérprete de Crô da novela Fina Estampa (2011) contou que tentou ajudar a eleger o candidato do PT na eleição contra Jair Bolsonaro (sem partido) –que venceu a disputa.

“Essa foto com Fernando Haddad no dia nas avaliações passadas [2018], em que ele foi me agradecer por ter feito parte da campanha ‘vira voto’. A outra foto na passeata de 2016! Um erro ao me ver! Eu estava lá como eleitor de Marina [Silva]. Com ódio não vamos vencer! Poderíamos ter um professor “, explicou o artista.

Uma seguidora se solidarizou pelo arrependimento do astro. “Eu acredito que agora não é hora de ninguém se atacar. Quem quiser somar pra mudar o que está aí é muito bem-vindo. Vou te contar um segredo, lá nos anos 1990, eu votei no [Anthony] Garotinho. Uma vez pra nunca mais. Quem nunca se arrependeu de um voto que atire a primeira pedra “, disse a internauta idenficada apenas como Adriana.

“Eu já votei no Aécio [Neves]! (Risos) Nas últimas foram Marina e Haddad. Evoluindo, né?”, respondeu Serrado, que pregou o diálogo para as próximas vantagens.

“Temos que trazer os indecisos e quem se arrependeu [para perto]. Você pode pensar diferente de mim, porém respeito sua opinião com todo amor! Com ódio não vamos vencer e pare de apontar o dedo para o outro pois 90% dos políticos não estão aí pra gente “, escreveu ele.

Na terça-feira 23, por 3 votos a 2, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) requerido em julgamento que o ex-juiz federal Sergio Moro agiu com parcialidade ao condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex do Guarujá.

Lula foi preso e impedido de disputar uma corrida eleitoral que terminou com o Bolsonaro vitorioso. Moro ganhou o cargo de ministro da Justiça nos primeiros meses do governo do presidente. Durante a Lava-Jato, o jurista orientava Deltan Dallagnol, o então procurador do caso que investigava supostos esquemas de corrupção do político do PT.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.