BUSCAR
BUSCAR
Crime
Após ser chamada de ‘gorda e velha’ mulher mata marido
Apesar da tentativa dos bombeiros, o homem foi levado ao hospital, mas não resistiu. Quando foi confirmada a morte, a mulher confessou o crime para PM. A vizinha afirmou que sabia do plano e concordou em ajudar
Redação
27/06/2022 | 19:45

No último sábado, 25, homem de 51 anos é morto após ser asfixiado por mulher. A esposa confessou o crime e disse que colocou um pedaço de pão na garganta do esposo para simular um engasgo. Segundo a mulher, o motivo do crime foi porque o marido a chamava de “gorda e velha”. O crime aconteceu em Itajubá (MG).

Segundo o boletim de ocorrência, a mulher, de 38 anos, disse à Polícia Militar que quando chegou em casa, disse ao marido que iria prestar um serviço de segurança numa cidade próxima. Sérgio Carvalho Silva, seu marido, também fazia esse tipo de trabalho, e por pedido da esposa, deu algumas dicas.

Num momento, a esposa pediu para que pudesse fazer testes para imobilizá-lo, e então, usou cadarços para amarras as mãos do homem. Após o ato, ela pegou uma blusa e asfixiou o marido até o seu desmaio.

Depois ligou para uma vizinha que já sabia do crime e percebeu que o homem ainda estava acordado. A mulher depois foi na cozinha e pegou um pedaço de pão e colocou na garganta do marido para simular um engasgo, logo após, ligou para o Corpo de Bombeiro para prestar ajuda sobre o “acidente”.

Apesar da tentativa dos bombeiros, o homem foi levado ao hospital, mas não resistiu. Quando foi confirmada a morte, a mulher confessou o crime para PM. A vizinha afirmou que sabia do plano e concordou em ajudar.

Durante seu depoimento a mulher disse que eram casados havia 20 anos e o motivo do crime foi porque ele a chamava de “gorda e velha”.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.