BUSCAR
BUSCAR
Progressos
Após conversas entre EUA e China, mercados internacionais têm manhã de alta
Apetite por risco ganhou força após notícia de que o representante comercial dos EUA e o secretário do Tesouro americano tiveram uma reunião virtual com o vice-premiê da China
Estadão
25/08/2020 | 09:23

As Bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam majoritariamente em alta nesta terça-feira, 25, após Estados Unidos e China apontarem progressos no acordo comercial assinado no começo do ano.

O apetite por risco ganhou força na Ásia após notícia de que o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, tiveram uma reunião virtual com o vice-premiê da China Liu Hu para discutir a implementação do acordo comercial de “fase 1” que as duas maiores economias do mundo firmaram em janeiro.

Segundo comunicado do escritório de Lighthizer, ambos os lados identificaram avanços e disseram estar comprometidos em tomar os passos necessários para garantir o sucesso do pacto bilateral. No encontro, também foi ressaltado o “significativo aumento” de compras de produtos americanos pelos chineses.

Bolsas da Ásia

Os mercados da China continental, no entanto, apresentaram desempenho misto. O menos abrangente Shenzhen Composto garantiu leve alta de 0,11%, a 2.280,75 pontos, mas o Xangai Composto recuou 0,36%, a 3.373,58 pontos.

O índice acionário japonês Nikkei subiu 1,35% em Tóquio, a 23.296,77 pontos, impulsionado por ações dos setores imobiliário e financeiro, enquanto o Kospi avançou 1,58% em Seul, a 2.366,73 pontos, também sustentado pela desaceleração de um recente surto de casos de covid-19 na Coreia do Sul, e o Taiex registrou ganho de 0,88% em Taiwan, a 12.758,25 pontos.

O tom foi negativo também em Hong Kong, onde o Hang Seng caiu 0,26%, a 25.486,22 pontos, pressionado por ações de fornecedores de componentes para smartphones.

Já na Oceania, a Bolsa australiana seguiu a tendência majoritária da Ásia, e o S&P/ASX 200 avançou 0,52% em Sydney, a 6.161,40 pontos.

Bolsas da Europa

As Bolsas europeias abriram em alta nesta terça-feira, seguindo o tom positivo dos mercados acionários de Nova York e de boa parte da Ásia e após representantes dos EUA e da China discutirem a implementação do acordo comercial de “fase 1”, assinado em janeiro. Às 4h11, no horário de Brasília, a Bolsa de Londres subia 0,80%, a de Frankfurt avançava 1,10% e a de Paris se valorizava 1,08%. Já em Milão, Madri e Lisboa, os ganhos eram de 1,10%, 1,31% e 0,66%, respectivamente.

Petróleo

Os contratos futuros do petróleo operam sem direção única na madrugada desta terça-feira, à medida que operadores avaliam cortes na produção da Costa do Golfo dos EUA, por causa de tempestades tropicais, e o aumento de casos de covid-19 na Ásia e na Europa. Às 4h47 (de Brasília), o barril do petróleo WTI para outubro caía 0,16% na Nymex, a US$ 42,55, enquanto o do Brent para o mesmo mês subia 0,29% na ICE, a US$ 45,26.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.