BUSCAR
BUSCAR
Denúncia
Carlos Eduardo nega recebimento de propina dos delatores da Cidade Luz
Delação feita ao MPRN aponta que o chefe do executivo recebeu pelo menos R$ 280 mil em propina às vésperas da eleição de 2016
Redação
06/04/2018 | 15:01

O prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) negou participação no esquema de propina revelado pelos empresários  empresários Allan Emmanuel Ferreira da Rocha e Felipe Gonçalves de Castro. Os dois disseram ao Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) que o então chefe do executivo recebeu pelo menos R$ 280 mil em propina às vésperas da eleição de 2016. A delação está relacionada à Operação Cidade Luz, deflagrada em julho de 2017

A revelação dos empresários aconteceu no âmbito de um acordo de delação premiada com o MPRN já homologado pelo juiz José Armando Ponte Dias Júnior, da 7ª Vara Criminal de Natal. A delação premiada foi assinada pelo  Giovani Rosado.

Em depoimento, Allan Emmanuel e Felipe afirmaram que Carlos Eduardo recebeu o dinheiro com a condição de que os contratos de iluminação pública da Prefeitura de Natal com as empresas Enertec e Real Energy em vigor não seriam rompidos e que outros seriam firmados. De acordo com a delação dos empresários, a propina foi negociada quatro meses antes da eleição de 2016.

No entanto, no anúncio oficial de renúncia da prefeitura, feito nesta sexta-feira, 6, no Parque da Cidade, Carlos Eduardo conversou com promotor Giovani Rosado. “O Ministério Público disse que me investigava há quatro anos e que não tinha nada”, disse. Ele argumentou ainda que a gestão foi honesta. “O único problema da minha gestão foi a Semsur”, finalizou.

 

 

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.