BUSCAR
BUSCAR
IBGE
RN tem menor proporção de domicílios em favelas do Nordeste
Dos 1.054.122 domicílios existentes no Rio Grande do Norte, 41.868 estão localizados em favelas
Redação
20/05/2020 | 06:00

Dos 1.054.122 domicílios existentes no Rio Grande do Norte, 41.868 estão localizados em favelas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso representa 3,97% do total de residências potiguares. Esta é a menor proporção encontrada entre todos os estados da região Nordeste.

A Bahia (10%) possui a mais alta proporção de região Nordeste.
Entre todas as 27 unidades da federação, o Amazonas (34,54%) tem o maior percentual de casas nessa situação. O Mato Grosso do Sul (0,74%) está na outra extremidade do ranking.

Segundo o estudo, Natal tem 13% de seus domicílios dentro de favelas no Rio Grande do Norte. São 33.372 casas em aglomerados subnormais de um total de 256.794 domicílios natalenses. Essa é a segunda menor proporção entre as capitais da região Nordeste, maior apenas do que João Pessoa (12,49%). Na comparação com todas as capitais estaduais, a cidade do sol tem a 13ª melhor posição.

Fora da capital, São Gonçalo do Amarante possui o maior percentual de residências em favelas do RN: 2.558 domicílios de um total 37.632. Isso corresponde a 6,80% das residências são-gonçalenses. Em seguida, estão os municípios de Mossoró (4,31%) e Extremoz (2,66%). Dos 100 aglomerados subnormais em território potiguar, 56 estão em Natal, 15 em Mossoró, 13 em Parnamirim e os demais distribuídos nos maiores municípios da região metropolitana de Natal.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.