BUSCAR
BUSCAR
Saúde
RN perdeu 388 leitos de internação entre 2009 e 2020, aponta estudo
No Rio Grande do Norte, no mesmo período, foram 388 leitos de internação perdidos. Eram 7.660 em 2009 e agora são 7.272
Redação
23/03/2020 | 11:33

Da pandemia de H1N1, em 2009, até a chegada do novo coronavírus, neste ano, o Brasil perdeu 34,5 mil leitos de internação. Estes espaços são destinados a pacientes que precisam ficar por mais de 24 horas dentro de um hospital e, pelas previsões de autoridades de saúde, poderão atender uma boa parte dos casos mais graves da doença, cerca de 20% do total, nos próximos meses. O levantamento é do jornal O Estado de S. Paulo.

Em números totais, os leitos de internação no País caíram de 460,92 mil para 426,38 mil no intervalo que separa as duas pandemias. A queda ocorreu em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS), onde a redução chegou a 48,53 mil espaços de atendimento. No mesmo período, a rede privada apresentou um salto de cerca de 14 mil leitos, um aumento considerado baixo por especialistas do setor.

No Rio Grande do Norte, no mesmo período, foram 388 leitos de internação perdidos. Eram 7.660 em 2009 e agora são 7.272. O número de leitos de UTI, em contrapartida, aumentou de 533 para 774. E o número de respiradores quase dobrou: de 443 para 807.

O País todo ganhou 17,3 mil leitos de UTI desde a pandemia de H1N1, de 42,4 mil para cerca de 60 mil. Ainda assim, além de insuficientes, as unidades que atendem adultos têm mais de 90% de ocupação, afirma a associação.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda um a três leitos de UTI para cada 10 mil habitantes como ideal. Hoje, o SUS tem cerca de um leito para cada 10 mil habitantes.

Ao jornal O Estado de S. Paulo, técnicos do Ministério da Saúde disseram que a queda em número de leitos de internação  é global e está relacionada, em  parte considerável, pela política  pública de reforçar a atenção básica. Uma parte significativa de leitos fechados seria de hospitais conveniados do SUS que, pouco lucrativos, deixaram de funcionar. Procurada pela reportagem, a pasta não se manifestou.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.