BUSCAR
BUSCAR
Greve dos Caminhoneiros
Rio Grande do Norte tem sete pontos de bloqueio em rodovias federais
Associação Brasileira dos Caminhoneiros aponta que RN tem protestos espalhados por cinco rodovias federais; Rio Grande do Sul lidera o ranking com 74 pontos interditados
Redação
25/05/2018 | 11:17

Cresceu o número de interdições em rodovias pelo movimento de paralisação dos caminhoneiros no dia seguinte ao acordo comemorado pelo governo. O Rio Grande do Norte tem sete pontos de bloqueio em cinco rodovias federais.

Balanço divulgado pela Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) – entidade que deixou a reunião no Palácio do Planalto e não concordou com o acordo fechado ontem – diz que há 521 pontos interditados nesta manhã em 25 unidades da Federação.

No fim da manhã de quinta, eram 402 pontos interditados em 23 Estados. Apenas Amazonas e Amapá não têm interdições nesta manhã desta sexta-feira, 25.

Grandes Estados produtores agrícolas são os que têm mais trechos rodoviários interrompidos nesta manhã. O Rio Grande do Sul lidera o ranking com 74 pontos interditados.

Em seguida, aparecem Paraná (73 pontos), Minas Gerais (51 pontos), Santa Cataria (54), Mato Grosso do Sul (36), Goiás (28) e Mato Grosso (28). São Paulo tem 15 pontos interditados, Rio de Janeiro conta com 14 pontos e o Distrito Federal, sete, informa a Abcam.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores Autônomos (CNTA), principal entidade que assinou o acordo na quinta, não divulgou balanço na manhã desta sexta.

Saiba quais são os pontos de bloqueio no RN:

BR-101  – Parnamirim (km 104), São José de Mipibu (km 122) e Touros (Km 06)

BR-304 – Mossoró (Km 32) e Assu (Km 105)

BR-226 – Santa Cruz (Km 109)

BR-427 – Caicó (Km 104)

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.