BUSCAR
BUSCAR
Saneamento
Prefeitura de Parnamirim já instalou 43% da tubulação de esgoto; obras continuam
Segundo secretário João Albérico, com as obras concluídas, 70% do esgoto de Parnamirim será tratado na estação de Passagem de Areia
Redação
03/06/2019 | 11:29

As obras de saneamento de Parnamirim estarão prontas até junho de 2020. A projeção foi feita pelo secretário municipal de Obras Públicas e Saneamento, João Albérico Júnior. Segundo ele, a Prefeitura já conseguiu implementar 200 quilômetros de tubulação sob a cidade, o que equivale a 43,8% do total (o plano prevê uma estrutura completa de 456 Km).

“Estamos com seis equipes trabalhando na cidade. Parnamirim teve um desenvolvimento grande nos últimos anos. Quando esse projeto começou a ser executado, na época ainda não contemplava Cajupiranga, Coophab e Nova Esperança. Estamos estudando para inserir esses bairros na segunda etapa do projeto”, disse o secretário.

Hoje, o projeto passa pelos bairros mais antigos da cidade. Nova Parnamirim, Emaús, Parque Industrial, Passagem de Areia e o Centro são alguns beneficiados.

Também estão em obras as estações elevatórias e as estações de tratamento de esgoto (ETE), que será responsável pelo tratamento do esgoto coletado na cidade. De acordo com o secretário, a de Passagem de Areia terá capacidade para tratar 400 litros por segundo.

“O esgoto de todas essas regiões vai para a Estação de Tratamento. Temos em vista duas estações: uma em Passagem de Areia, e outra que está sendo construída nos Guarapes. As duas estão em andamento, mas estamos dando mais força para a de Passagem de Areia. Trata-se de uma estação supermoderna; uma das melhores do Nordeste”, explicou.

Segundo Albérico, com as obras concluídas, 70% do esgoto de Parnamirim será tratado na estação de Passagem de Areia. Os 30% restantes serão direcionados à estação dos Guarapes.

A previsão é de que, até 2020, as duas estejam em pleno funcionamento. “A estação de Passagem de Areia está com 85% de suas obras concluídas. Na próxima etapa, vão chegar os equipamentos. Depois disso, vamos instalá-los e testá-los, para que possamos ter funcionamento total”.

João Albérico, porém, lembrou que as condições climáticas podem influir no cronograma das obras. Em abril, em razão das chuvas, os trabalhos foram paralisados. Com o inverno chegando, há novamente a possibilidade de atraso. “Essas obras de infraestrutura dependem muito das condições climáticas. Vamos torcer para que não tenhamos mais impedimentos”, encerrou.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.