BUSCAR
BUSCAR
Vergonha
Praça das Flores ‘murcha’ a cada dia no bairro de Petrópolis, na zona Leste
Omissão da Prefeitura do Natal está por todos os lados do equipamento, que já foi 'point' em anteriores gestões administrativas e hoje vive o caos
Redação
29/05/2018 | 18:15

Palco de atrações no setor de artesanato e gastronomia, nos fins de semana, a Praça das Flores, localizada no bairro de Petrópolis, não está, literalmente, apenas jogada às baratas. A degradação é absurda no local. Para piorar a situação, durante o dia, o local funciona como dormitório de moradores de rua. À noite, ponto de usuários de drogas.

Dos cinco estabelecimentos comerciais, apenas quatro funcionam na Praça das Flores. Apesar de a maioria ser ligada à culinária, a sujeira está por toda parte. As poucas lixeiras estão lotadas. No lugar da jardinagem, o mato cresceu e encobre restos de marmitas, vasilhames de bebidas alcoólicas, coco verde e incontáveis sacolas plásticas usadas.

Praça das Flores e Morador de Rua 11

No prédio que abriga os pontos comerciais, protegida da chuva e do sol por uma desgastada lona, o piso está quebrado e as paredes pichadas. As calçadas são desniveladas e misturam areia ao concreto. O único banco está quebrado. Sem os cuidados da Prefeitura, até um lava-jato clandestino funciona na calçada do equipamento, formando lama na rua e em grande parte do passeio público.

Segundo o morador André Pereira, a situação na Praça das Flores se agrava à noite, diante da iluminação precária. “Cheguei a observar mais de dez usuários de drogas reunidos. Aqui virou uma espécie de confraria deles, pois não existe policiamento. E isso vem aterrorizando os usuários do transporte coletivo, que esperam o ônibus nos arredores”.

Praça das Flores e Morador de Rua 7

A comerciante Maria Dolores Costa também reclama da ausência do poder público. Sem contar com a imundície no local, moradores passam o dia dormindo, praticamente, na porta do seu restaurante. “Eles acordam e vêm pedir comida. Caso a gente negue, eles se vingam à noite, deixando lixo e excrementos na entrada do meu comércio”, denunciou.

A reportagem tentou, sem êxito, contato com a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur).

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.