BUSCAR
BUSCAR
Ato
Policiais civis protestam nesta sexta contra proposta de redução salarial
Por unanimidade, a categoria rejeitou a proposta do Governo do Estado e deliberou por realizar um protesto nesta sexta
Redação
25/10/2019 | 07:16

Os Policiais Civis do Rio Grande do Norte farão um protesto em resposta a uma proposta apresentada pelo Governo do Estado que implica na redução salarial da categoria , nesta sexta-feira, 25, a partir das 8h. Como forma de manifestação, os agentes e escrivães farão uma entrega simbólica de distintivos.

O Sindicato dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte (Sinpol) teve uma reunião com o Gabinete Civil, na qual estava programada a apresentação de uma contraproposta aos pleitos de reestruturação da carreira dos Policiais Civis. Porém, de acordo com o presidente do Sinpol, Nilton Arruda, foi a “pior proposta” que o Sindicato já recebeu em negociações com o Governo.

“Para nossa surpresa, o Governo que se diz dos trabalhadores fez a pior proposta da história do Sindicato dos Policiais Civis e acredito que a pior proposta que qualquer outro Governo já tenha feito. Nos foi proposto uma reformulação na carreira que acarreta em redução salarial para algumas classes de agentes e escrivães”, criticou.

Nilton explica que na proposta a redução pode chegar até R$ 400,00. O que gera o desacordo entre o Governo do RN e o sindicato.

“Quando a gente pega a estrutura de quanto um policial ganha atualmente e compara com o que foi proposto nas projeções do Governo, é identificado em alguns casos redução de até R$ 400 no salário e aproximadamente 800 policiais seriam atingidos”, contou.

Logo após a reunião com o Gabinete Civil, o Sindicato reuniu os policiais civis em Assembleia Geral e apresentou o que foi posto pelo Governo. Por unanimidade, a categoria rejeitou e deliberou por realizar um protesto nesta sexta.

“Vamos todos com um pires na mão mostrar à sociedade que o Governo do Estado não valoriza a Polícia Civil e, pior ainda, nos oferece uma proposta pra diminuir o que ganhamos”, destacou.

Nilton Arruda lembra que desde o dia 23 de julho existe um termo de compromisso assinado entre o Governo do Estado e o sindicato estabelecendo o fim de outubro como limite para conclusão das negociações de reestruturação.

“Nós esperávamos que tivéssemos o mesmo tratamento que tem sido dado a outras forças da segurança. Mas ao que parece, para a governadora Fátima Bezerra, os Policiais Civis não são dignos de terem seu trabalho reconhecido”, encerrou.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.